Carlos Weverton reclama da falta de dinheiro, ataca Tiago Soares e promete mudanças do Pronto Atendimento

Carlos Weverton reclama da falta de dinheiro, ataca Tiago Soares e promete mudanças do Pronto Atendimento

A 11ª Sessão ordinária da Câmara Municipal de Mirandópolis realizada nessa segunda-feira, 3 de junho, foi marcada por discurso do prefeito interino Carlos Weverton Ortega Sanches (MDB). No final da sessão, ele assumiu o microfone para reclamar da falta de dinheiro na prefeitura. Além disso, atacou o vereador Tiago Soares da Silva (PP) chamando-o de oportunista por se vangloriar de coisas que sabe que ele vai fazer.

“Fico preocupado com indicações oportunistas e casadas. Os senhores vereadores tem o total direito de vir ao Executivo e solicitar o que for, que esse Executivo irá fazer, mas não faça como certos vereadores que nós conhecemos, que descobrem o que o prefeito irá fazer e indica aquilo. Digo isso porque fiquei sabendo que há intenção de alguém de indicar a restauração da avenida Rafael Pereira, algo que já começamos”, alertou Sanches olhando para o vereador Tiago Soares.

O prefeito interino ainda completou. “Todos os vereadores aqui, menos o senhor, seu Tiago, trouxe emendas para a nossa cidade que pagam os seus salários. O senhor trouxe uma emenda de R$ 50 mil, que foi chorar dizendo que era do [partido] Progressistas, emenda essa que eu havia conseguido. Não venha fazer coisas para a população para ganhar curtidas, isso é muito feio”, cutucou Carlos Weverton.

Desconhecimento financeiro e mudanças na saúde

O prefeito interino disse ainda em seu discurso que não imaginava que encontraria a prefeitura conforme encontrou, sendo uma realidade que desconhecia. “De forma estimativa e aproximada, se somarmos a dívida que temos, em relação aos nossos recursos próprios, teremos algo aproximado de R$ 4,3 milhões”, explicou Sanches. Em contrapartida, o prefeito lembrou que tem uma previsão de arrecadação de IPTU na faixa dos R$ 4 milhões.

Em relação ao departamento de Saúde, mesmo reclamando pela falta de dinheiro em caixa, o prefeito interino prometeu que pretende deixar aberto de forma alternada, a partir da semana que vem, os postos de saúde até às 21 horas. “Gostaria de informar também, que se tudo der certo, o nosso Pronto Atendimento (PA) estará na Casa de Saúde”, garantiu Sanches, sem dar mais detalhes.

Atualmente, o PA se encontra localizado no Centro de Saúde Yoshito Kanzawa, em frente ao Hospital Estadual de Mirandópolis (HEM). Caso a mudança se concretize, a distância entre a antiga Casa de Saúde – hoje Núcleo de Especialidades em Saúde (NES) – e o HEM será de 1,3 quilômetros.