Irmãos mirandopolenses buscam espaço no Karate

Irmãos mirandopolenses buscam espaço no Karate

Uma arte marcial japonesa cujo método de ataque e defesa pessoal inclui diversas técnicas executadas com as mãos desarmadas. Esse é o Karate, que leva na palavra japonesa o significado “mãos vazias”. Levando os ensinamentos da modalidade a risca, os irmãos Gabriel Antônio Ramos Caetano, de 15 anos, e Murilo Ramos Caetano, de 13 anos, buscam um espaço no cenário nacional da modalidade.

“O karate tem cinco lemas: esforçar-se para formação do caráter, fidelidade para com o verdadeiro caminho da razão, criar o intuito de esforço, respeitar acima de tudo e conter espirito de agressão. Seguimos as diretrizes da modalidade porque sabemos que com isso teremos crescimento pessoal e no esporte”, explica Gabriel.

Os jovens começaram a se interessar pela modalidade há cerca de cinco anos, sendo que iniciaram as disputas oficiais de campeonatos em 2014. “Treinamos na Academia Ativa e na semana passada competimos no Torneio dos Campeões da Federação Paulista de Karate, que aconteceu no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. Foi um torneio muito difícil, mas consegui a quarta colocação, fiquei satisfeito com o resultado”, comemora Gabriel.

Já Murilo alcançou esse ano o vice-campeonato brasileiro em competição disputada em São Paulo. “Foi um ano importante onde os treinos trouxeram benefícios para fora do tatame como melhor desempenho na escola e também a oportunidade de criar amizades por conta das competições que disputamos”, analisa o atleta.

Para 2020, os mirandopolenses pretendem ingressar na Seleção Brasileira de Karate por conta de uma seletiva onde ingressam os dois primeiros de cada categoria. “Buscarei ser campeão brasileiro. Então, os treinamentos já começaram e espero conseguir alcançar os resultados previstos”, completa Murilo.