Funcionários da Rádio Clube de Mirandópolis decretam estado de greve

Funcionários da Rádio Clube de Mirandópolis decretam estado de greve

Com salários atrasados, sem vale refeição, sem o pagamento da participação de resultados (PLR), sem o pagamento do 13º salário e com férias atrasadas há mais de dois anos, funcionários da Rádio Clube de Mirandópolis participaram de uma assembleia na tarde dessa quarta-feira (8) e decidiram entrar em estado de greve. O encontro contou com a presença de representantes do Sindicato dos Radialistas.

Segundo o sindicato, esse período de estado de greve dura no mínimo 48 horas. A partir de então, a empresa está sujeita a paralisação.

“O estado de greve é o período de cumprimento do período legal para deflagração da greve. Não é um estado jurídico, mas sim um ambiente de natureza política criado pelas entidades sindicais com o objetivo de arregimentar os trabalhadores para a futura deflagração da greve. O comunicado de greve já foi protocolado na emissora, na qual deve estar atenta a legislação, que impõe obrigações a partir do período de quando houve o comunicado”, informou o sindicato da categoria.

O jornal entrou em contato com a direção da Rádio que se limitou a dizer à reportagem estar surpresa pelo ocorrido.

Foto: Prédio da Rádio Clube de Mirandópolis; estado de greve dura no mínimo 48 horas, segundo sindicato