Em ano eleitoral, obra do acesso viário ao novo Fórum acirra disputa entre possíveis candidatos a prefeito

Em ano eleitoral, obra do acesso viário ao novo Fórum acirra disputa entre possíveis candidatos a prefeito

Após a conclusão do processo licitatório organizado pela Secretaria de Justiça e Cidadania do Estado para a construção de um acesso viário ao novo Fórum da cidade, a empresa vencedora do certame iniciou as obras no local neste mês.

Depois de mais de quatro anos do término da construção do prédio judicial com investimento de R$ 9,4 milhões o acesso viário finalmente começou a ser construído. A falta de implementação desse dispositivo era considerado o maior empecilho para a conclusão do empreendimento em sua totalidade.

Estimada em R$ 694.131,33, a obra do acesso está prevista para ser concluída em abril.

Enquanto não fica pronta, apenas o início das obras foi suficiente para movimentar o cenário político local entre os possíveis candidatos a prefeito nas eleições municipais deste ano: Everton Sodario (PSL) e Carlos Weverton (MDB). Ambos já foram protagonistas de recentes discussões ocorridas no ano passado e neste ano.

Em postagens divulgadas em rede social, o prefeito Sodario fez questão de expôr sua gratidão ao deputado Coronel Tadeu que, segundo o chefe do Executivo, foi peça chave na viabilização do dispositivo.

“Conseguindo no final de Abril viabilizar junto a Secretaria de Justiça que desse andamento a 1ª licitação. Tive a honra de estar presente”, publicou Sodario.

Em nova publicação, o prefeito comemorou o início das obras com tradicional frase do presidente Jair Bolsonaro (sem partido): “Grande dia!”.

Por outro lado, Carlos Weverton tratou de gravar um vídeo e publicar em sua rede social assim que os maquinários chegaram ao local.

No vídeo, o parlamentar parabenizou o ex-prefeito José Antonio Rodrigues (SD), que autorizou a doação do terreno para a construção do prédio, o ex-prefeito Chicão Momesso (PP), que estava no Executivo quando foi concluído o empreendimento, e a ex-prefeita Regina Mustafa (PV), que fez o projeto do acesso e o protocolou junto ao secretário de Justiça.

“Parabenizo a OAB de Mirandópolis pela luta que teve na conquista deste novo Fórum. O ex-prefeito José Antônio, Chicão Momesso, Regina Mustafa e ao deputado estadual Itamar Borges, que me proporcionou um encontro com o vice-governador Rodrigo Garcia no dia 16 de maio e no dia 24 de maio o edital foi lançado para a construção do acesso. As licitações estavam dando desertas, por isso, fui a São Paulo, falei com o secretário de Justiça e uma semana depois apareceram duas empresas interessadas”, discursou o vereador que postou em seguida diversas imagens de sua visita a São Paulo.

Carlos Weverton não mencionou Sodario em seu vídeo, porém disse que “quando o filho é bonito sempre têm muitas pessoas que querem se dizer donas e vem com mentiras”.

ACESSO VIÁRIO

A construção da nova sede para o Fórum da comarca de Mirandópolis é uma demanda de mais de 30 anos, e vem sendo reforçada pela Ordem dos Advogados do Brasil em Mirandópolis junto a prefeitura há quase 10 anos insistentemente.

O prédio que abriga o Poder Judiciário atualmente foi construído na década de 1950 e não oferece mais espaço físico adequado e condições de acessibilidade.

O novo prédio do Fórum da Comarca de Mirandópolis tem área total de 3.385 m² e oferecerá à população melhores condições de atendimento e acessibilidade.

Após sua conclusão, porém, a obra não pôde ser entregue por conta da necessidade de um acesso viário, não previsto no projeto inicial. Em março de 2019, a ex-prefeita Regina Mustafa esteve em São Paulo junto ao secretário de Justiça e Cidadania, Paulo Dimas Mascaretti.

Na época, a ex-chefe do Executivo entregou a planilha orçamentária, o memorial descritivo e o cronograma físico-financeiro para execução da obra do acesso, itens necessários para o andamento do processo licitatório.

Mascaretti deu prazo de seis meses para a conclusão do acesso, o que não se concretizou devido a ausência de empresas interessadas em participar do certame, depois de três processos licitatórios realizados pela pasta fracassarem.

Em 3 de outubro uma nova licitação foi realizada pela secretaria de Justiça. Duas empresas, na época, encaminharam propostas. Um mês depois foi dada como vencedora da licitação a Searom Construtora Ltda. Após a homologação a empresa iniciou os trabalhos no local.

Conforme a secretaria de Justiça, após a conclusão do acesso viário, a administração do prédio será repassada ao Tribunal de Justiça do Estado, sendo aquela Corte que definirá quando serão iniciados os trabalhos no local.

Foto de capa: Maquinários da empresa responsável pela obra do acesso viário chegaram ao local neste mês / Divulgação