Prefeito de Mirandópolis diz que escolas de samba do RJ são financiadas pelo tráfico de drogas

Prefeito de Mirandópolis diz que escolas de samba do RJ são financiadas pelo tráfico de drogas

O prefeito de Mirandópolis (SP), Everton Sodario (PSL) afirmou em publicação divulgada em rede social na noite deste sábado (22) que várias escolas de samba, em especial as do Rio de Janeiro, são financiadas pelo tráfico de drogas. O prefeito, porém, não apresentou provas sobre tal afirmação.

Na publicação, Sodario expõe um boneco do palhaço Bozo usando faixa presidencial, batendo continência com uma mão e fazendo “arminha” com a outra.

O boneco foi uma crítica ao presidente da República, Jair Bolsonaro, da escola de samba Acadêmicos de Vigário Geral, que abriu a 1ª noite de desfiles da Série A, o grupo de acesso do Carnaval do Rio de Janeiro.

O tema do desfile foi “O conto do vigário”. A escola foi aplaudida e também vaiada enquanto ocorria o desfile.

Procurada para comentar as declarações do prefeito, a Liga Independente das Escolas de Samba do Rio Janeiro (Liesa) não retornou até o fechamento desta matéria.