Após fazer carreata em prol do isolamento, Sodario defende discurso de Bolsonaro

Após fazer carreata em prol do isolamento, Sodario defende discurso de Bolsonaro

Após fazer uma carreata pela cidade na última segunda-feira (23) em prol do isolamento da população diante da pandemia do coronavírus (Covid-19), o prefeito Everton Sodario (PSL) publicou mensagem em rede social apoiando o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) feito na noite dessa terça-feira (24).

“Todo meu apoio ao Presidente Jair Messias Bolsonaro, os comerciantes e empregados sabem até quando irão aguentar em casa, uns sem vender e outros sem receber. Que essa semana de quarentena seja a última!”, postou em rede social.

Na segunda, dentro de uma ambulância e com a sirene ligada – acompanhado de veículos da frota municipal – o prefeito utilizou de um rádio de comunicação para alertar a população sobre o isolamento. “Atenção, população de Mirandópolis. Solicitamos a todos que permaneçam em suas casas e só saiam em caso de necessidade. Solicitamos a todos que colaborem com a administração. Permaneçam em suas casas. Solicitamos que colaborem com esse momento difícil, disse.

Ontem (24), o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), fez um pronunciamento em rede nacional de televisão criticando a atuação de governadores e prefeitos no combate ao coronavírus. “Algumas poucas autoridades estaduais e municipais devem abandonar o conceito de terra arrasada, a proibição de transportes, o fechamento de comércios e o confinamento em massa”, discursou o presidente.

A mudança de postura do chefe do Executivo de Mirandópolis rendeu críticas nas redes sociais. “Não é possível que o mesmo prefeito que eu elogiei ontem está postando isso hoje!”, publicou uma internauta. “Uai, não era você que ontem mesmo estava fazendo passeata com alto-falantes pela cidade de Mirandópolis, pedindo para as pessoas ficarem em casa? Se decide, ‘prefeito’!”, criticou outra.

Imagem de capa: Sodario dentro de uma ambulância durante carreata em que pede isolamento da população por conta do coronavírus. Foto: Divulgação