Programa Vizinhança Solidária completa 1 ano em Mirandópolis com diversas ações sociais e preventivas

Programa Vizinhança Solidária completa 1 ano em Mirandópolis com diversas ações sociais e preventivas

Conversamos com o soldado Thiago Winicius de Alencar Gonzales Toledo para entender as ações realizadas pelo programa Vizinhança Solidária que completou um ano de atuação na cidade. Natural de Mirandópolis, Toledo cresceu no bairro Colina Verde e entrou para a Polícia Militar em 2009, tendo seu pai, aposentado como PM, sua grande referência. Confira abaixo a entrevista completa.

Você cresceu em Mirandópolis?
Sim, sou mirandopolense com muito orgulho. Meu pai é Policial Militar aposentado e a minha mãe costureira, tenho uma irmã (Franciele) e um irmão (Lucas), que também é Policial Militar. Cresci no bairro Colina Verde, daí estudei no Cene, Edgar e Anita Gamo.

Porque ser Policial Militar?
Andar pela justiça e pela lei é muito bom. Acredito também que ter um pai policial em casa fez diferença. Na infância lembro dele chegando fardado ou com a viatura, isso me chamava atenção. Entrei em 2009, fiz a escola de formação de soldado em Pirituba. Fiquei em São Paulo cerca de três anos, depois ainda trabalhei em Dracena, Pacaembu e Guaraçaí, para então chegar em Mirandópolis, por volta de 2017.

E o projeto Vizinhança Solidária?
O projeto começou a ganhar projeção no estado em 2017 com destaque em Murutinga do Sul, um pioneiro por iniciativa do Cabo Freitas. Conhecendo o trabalho dele resolvemos trazer, em julho de 2019, para Mirandópolis. É a realização de um sonho, porque fez a gente ter oportunidade de levar a PM em um nível que não estava sendo explorada. É um contato com a população de forma amiga e preventiva. Tivemos dificuldade no início de disponibilizar um policial somente para isso, mas foi algo que fez diferença e os resultados vieram. A visão do comando de colocar alguém para focar fez toda a diferença.

Destaca quais programas?
Tudo é muito importante, por exemplo, ter uma página no Facebook agilizou muitos contatos e facilitou para a população ter uma fonte de informação oficial. Mas temos vários ações e projetos que foram relevantes. Um marco foi o 1º Dia da Vizinhança, em outubro de 2019, porque conseguimos reunir atendimento comunitário gratuito com a presença de diversos profissionais como médico, enfermeiros, dentista, cabeleireiro, psicólogo, fisioterapeuta, fotógrafo, nutricionista, arquiteto e engenheiro civil. Uma outra ação interessante foi o Natal Solidário. Conseguimos encher duas viaturas com brinquedos e distribuímos pelas ruas de Mirandópolis, é uma quebra muito importante de aproximação com a sociedade.

E os projetos em 2020?
Em janeiro montamos o projeto ‘Monitoramento da cidade’, fomos em Ilha Solteira e Pereira Barreto que utilizam câmeras espalhadas para entender como funciona. Estruturamos as ideias e apresentamos o projeto para o prefeito Everto Sodario que apoiou. Acreditamos que nos próximos meses irão liberar a verba para colocarmos 11 câmeras por pontos estratégicos. Teremos uma base no batalhão e com isso ninguém entra ou sai de Mirandópolis sem ser gravado.

E a parte rural?
Realmente realizamos diversos projetos focando o rural. Apresentamos em fevereiro um projeto para dar nomes para as estradas rurais para facilitar o reconhecimento da área em caso de um chamado. Temos mais de 450 quilometro de estrada, muitas vezes é difícil identificar, porque o solicitante dá uma referência que a noite não conseguimos encontrar. Uma outra ação interessante foi o mapeamento por GPS dos loteamentos. Quando somos solicitados já identificamos por meio de um código o local exato da ocorrência. Além disso, fizemos em fevereiro o ‘Dia da Vizinhança Solidária Rural’ com atendimento social gratuito e distribuição de brinquedos.

AÇÕES DO VIZINHANÇA SOLIDÁRIA MIRANDÓPOLIS
– Julho 2019: início das reuniões
– Agosto 2019: início das visitas rurais e comerciais
– Setembro 2019: início das palestras
– Outubro 2019: 1º Dia da Vizinhança
– Novembro 2019: arrecadação de brinquedos
– Dezembro 2019: 1º Natal Solidário

– Janeiro 2020: projeto ‘Monitoramento da cidade’
– Fevereiro 2020: projeto ‘Estradas rurais mais seguras’
– Março 2020: projeto ‘Contra o uso do narguile’
– Março 2020: início do mapeamento por GPS
– Abril 2020: projeto ‘Cesta Solidária’
– Maio 2020: visitas rurais e comerciais
– Junho 2020: operação contra bicicletas motorizadas
– Julho 2020: concurso infantil ‘Eu amo a Polícia Militar’