‘Na política fazemos o bem maior na coletividade’, ressalta o vereador eleito Grampola

‘Na política fazemos o bem maior na coletividade’, ressalta o vereador eleito Grampola

Iniciamos uma série especial de entrevistas com os vereadores eleitos de Mirandópolis para a gestão 2021 / 2024 para conhecer suas intenções durante seu mandato. O critério utilizado para escolha foi por quantidade de votos recebidos, sendo assim o segundo entrevistado será Grampola Pantaleão, que é filiado ao PP.

Pode contar um pouco da sua história. É casado e tem filhos? Sempre morou em Mirandópolis? Onde estudou e trabalhou?
Sou nascido e criado em Mirandópolis. Sou casado com a Ana Carolina Almeida de Souza há 10 anos, tenho dois filhos (Cauê e Leonardo José). Sou filho de Vanderlei e Nilce. Estudei no Hélio Faria e Noêmia (Cene). Depois fiz dois anos de Administração, parei por uns anos, mas agora voltei no modelo a distância.

Como define as funções do vereador?
O trabalho do vereador é ser os olhos da população. Digo que é fiscalizar, mas não no sentido apenas de ver um buraco na rua e pedir para tampar, isso qualquer cidadão pode fazer, nós estamos aqui para fiscalizar o dinheiro público e os gastos do prefeito. Mas o vereador tem outras funções, nos aprovamos leis. Isso tem uma importância muito grande porque o FPM (Fundo de Participação do Município) vem caindo. É preciso buscar emendas parlamentares, conseguir veículos, entre outras coisas. O vereador tem por obrigação buscar emendas, isso ajuda a vida financeira do município.

Acompanha as sessões da câmara?
Posso dizer que na última legislatura acompanhei todas as sessões. Não presente na câmara municipal, mas via internet pelo Facebook ou na rádio quando transmitida. Fui vereador e presidente da câmara, então tenho conhecimento sobre a dinâmica do legislativo, posso dizer que estou bem preparado.

Qual foi o principal tema da sua campanha? Teve alguma proposta ideológica?
A minha campanha foi gostosa porque o carinho ficou demonstrado nas urnas. Não foi eu que criei, mas um lema que surgiu nesse período de campanha é que o Grampola é um cara do bem. Sou eternamente grato porque foi a população que criou esse adjetivo. Além de transparência, prometi que vou buscar verbas para asfaltar o Sampaio 2, o bairro mais antigo de Mirandópolis. E tenho como objetivo trazer esgoto tratado para distritos como das Alianças e Amandaba. Por que isso? Fui diretor do Saaem e sei a dificuldade de esgotar fossas. Ter esgoto a céu aberto em pleno século XXI não é permitido, e hoje tem vários programas do governo para sanar. Pretendo junto com os vereadores e prefeito trabalhar nessa demanda para levar o esgoto tratado em todo município.

O que você quer fazer de diferente nesses quatro anos como vereador?
É primordial ter paz e união entre os poderes. O que é legislativo, que é um poder independente, os vereadores resolvem. O que for papel do executivo, o prefeito resolve. Isso não significa que está um contra o outro, o que eu peço e coloco a disposição, é ter um mandato de união. Não significa que amanhã ou depois, com uma disputa de presidência da câmara, quem ganhar vai ser a favor ou contra o prefeito. Vale ressaltar que o prefeito teve oito mil votos, a população está gostando do trabalho dele, não temos motivos para ser contra o Sodario.

Tem algum projeto que pretende colocar em prática em 2021?
Estive com o Edmon essa semana e ele tem muita proximidade com o Deputado Kenon, do PP. Pretendemos fazer uma visita o mais rápido possível em São Paulo e Brasília para conseguir uma verba para a saúde. Tenho muita vontade de trazer emenda para tentar sanar a fila da catarata. Em relação a novos projetos vamos escutar a população, no decorrer do mandato sei que vai acontecer. Vou trabalhar em cima de emendas para trazer melhorias para Mirandópolis. Assim que voltar a normalidade estarei buscando boas notícias, mas sempre digo, é melhor não prometer e fazer, do que prometer e não cumprir.

Algum ponto específico em um bairro ou algum problema mais grave que merece uma atenção especial assim que tomar posse?
Já fui diretor do Saaem, sou grato porque lá resgatei o carinho da população porque fiz um excelente trabalho. Sei que na minha época não era mil maravilhas, mas você pode ter certeza que hoje o Saaem está muito defasado. Ressalto que não é nada contra a administração que está lá, mas por onde andei todo mundo reclamou. Precisamos urgentemente cuidar do Saaem, melhorando a distribuição da água, trocando as redes de esgoto, precisamos reformular porque os funcionários estão sobrecarregados de serviço. Precisamos resolver o problema da água e esgoto de Mirandópolis.

Você aceitaria o convite para assumir o Saaem?
Não houve procura sobre esse assunto, mas é verdade que venho recebendo várias ligações de munícipes me questionando sobre isso. Quero deixar claro que fui eleito para atuar na câmara, por mais que amo e rendo no Saaem, a minha conduta é de ser um vereador. Jamais jogaria fora os 730 votos que tive. Quero ajudar o Saaem e os departamentos sendo vereador.

Qual mensagem deixa para os mirandopolenses?
Muito obrigado, do fundo do coração, amo saber que moro em uma cidade que tem meu respeito. A mensagem é que pode contar comigo, estou aqui graças a Deus para trabalhar por Mirandópolis. Não estou por dinheiro ou status, mas sim porque acredito que a política é onde consegue fazer o bem maior na coletividade. Podem ter certeza que quero Mirandópolis melhor.