Vinicius Cunha revela planos e expectativas como novo Diretor da Saúde

Vinicius Cunha revela planos e expectativas como novo Diretor da Saúde

Conversamos com Vinicius Cunha, novo Diretor de saúde de Mirandópolis, para entender seus planos e expetativas para o cargo. Em dezembro, o objetivo do profissional é visitar todas as unidades de saúde, assim como conversar com funcionários da pasta para fazer um diagnóstico geral do setor. A meta é traçar um plano para começar a ser colocado em prática em janeiro de 2021. Na conversa que tivemos, o diretor comenta a importância da sua experiência no cargo em Guaraçaí, explicou como recebeu o convite do Everton Sodario e também falou sobre a polêmica envolvendo sua indicação para a diretoria. Confira a entrevista abaixo.

EXPERIÊNCIAS ANTERIORES

Fui diretor da saúde em Mirandópolis um ano, entre 2015 e 2016. Depois fui para Guaraçaí, onde fiquei quatro anos. Trabalhar uma gestão completa é bem mais fácil porque é possível iniciar o trabalhando fazendo um diagnóstico geral da saúde do município. Com essa análise conseguimos dar prioridade nas urgências, inclusive implantando programas. Em Guaraçaí foi um trabalho muito consistente, agora vamos colocar isso em prática no nosso município.

DIFICULDADE EM 2020

Foi um ano difícil por conta dessa pandemia que tomou conta do mundo. Em Guaraçaí no começo tivemos enfrentamento por conta do comércio que precisou ser fechado, as pessoas não entendiam e não davam importância ao vírus, mas depois acabou tudo certo, conseguimos colocar todas as regras de vigilância sanitária em prática. O detalhe é que essa doença não vai acabar tão cedo, por mais que chegue a vacina, ela não vai conseguir abranger toda população brasileira de forma muito rápída, então a vida normal só volta quando todos estiverem imunizados.

CONVITE DO SODARIO

O prefeito Sodario disse que meu nome já estava sendo cogitado por ele há algum tempo. Eu até tinha oportunidades em outro município, mas aceitei porque quero desenvolver um trabalho de qualidade em Mirandópolis, onde sempre morei. Apesar de ter ficado só um ano como diretor da saúde no município, sendo ainda um ano sem recurso, tenho uma noção das nossas características. Guaraçaí foi uma segunda faculdade que me abriu muitas portas, agora iniciamos esse trabalho aqui.

PROGRAMAS QUE SE DESTACAM

Uma coisa que pretendo implantar aqui é a Academia da Saúde, que temos lá em Guaraçaí. Na primeira oportunidade, junto ao Governo Federal, pretendo trazer para Mirandópolis. O objetivo dessa academia é que um educador físico acompanhe a população para elas melhorarem sua qualidade de vida. Nesse local vamos ter também nutricionista e prática de esportes. Mas não é um local apenas para prática de exercício físico, queremos implantar serviço de saúde mental, artes, entre outros programas.

Um outro programa que quero implantar é o Saúde na Escola. Sabemos que o município já teve oportunidade de aderir e não fez. Essa oportunidade está em aberta e vamos nos credenciar para levar a saúde em todas as escolas do município.

DIGITALIZAÇÃO DO SETOR

Penso em uma saúde extramuros, trabalhando com humanização. Tem que dar condições para o servidor trabalhar, não é uma tarefa fácil porque a pasta de saúde é bem complexa. Temos que pensar na capacitação dos funcionários e também na questão da informatização. Hoje o prontuário eletrônico é uma realidade, chegaram 54 tablets que vamos distribuir para os agentes comunitários, daí eles vão parar de preencher no papel e ficará tudo digitalizado.

KATHIA ZOGBI E A INDICAÇÃO POLÍTICA

O cargo realmente é político, mas apresentei uma proposta técnica, sendo que em meia hora de conversa com o Sodario consegui que ele intensificasse o meu nome no cargo pelo projeto que foi apresentado. Falar até papagaio fala, como diz o ditado, mas meu nome já tinha sido cogitado em outras ocasiões. Meu trabalho se destacou porque tive uma abertura para trabalhar em Guaraçaí, um ponto que o Sodario também já deixou livre para exercer com um trabalho técnico. Sou um agente político, inclusive meu nome foi cogitado a ser candidato a prefeito, vice-prefeito e vereador, sou um agente político, mas a indicação não foi política. Tem falas incorretas nesse discurso e o prefeito tem suas razões pela troca de diretoria.