Vereadores divergem sobre indicação para instalar um poço profundo em Mirandópolis

Vereadores divergem sobre indicação para instalar um poço profundo em Mirandópolis

Aconteceu na segunda-feira (3) mais uma sessão na Câmara Municipal de Mirandópolis. Entre as pautas estavam 5 indicações, 2 requerimentos, 4 projetos de lei, 1 moção de aplauso e 4 moções de pesar. Os projetos que são de autoria do prefeito Everton Sodario abrem no orçamento vigente cerca de 1,5 milhão de crédito adicional especial.

Entre as indicações, Emerson Carvalho, Cláudio Gomes, Magali Maziero e Tiago Soares indicam a possibilidade de implantar o programa de Recuperação Fiscal – Refis do Imposto Predial e Territorial Urbano – IPTU no município. Uma outra indicação dos mesmos vereadores solicita as autoridades a instalação de um poço profundo na cidade, que atenda a população com água de qualidade.

“Estamos há vários anos vendo nas redes sociais a população gritando que falta água nos bairros. Um poço profundo trará grandes benefícios para o município, sei que é um projeto grandioso, de uma dimensão grande, tem que haver vários estudos, mas homens grandes têm que ter projetos grandes”, comenta Emerson Carvalho.

O vereador José Benedito Brufatto, o Chutudo, discordou durante a sessão explicando que hoje é necessário trocar primeiro a tubulação antes de instalar um poço profundo.

“Temos que direcionar o investimento na tubulação da rede que está velha e ultrapassada. Não que seja contra a indicação do poço, mas precisamos investir no encanamento. Mirandópolis tem 22 poços semi-artesianos de profundidade de 100 a 150 metros que estão diretamente ligados na rede. Tem duas barragens de abastecimentos com grande captação de água, hoje na minha opinião é brigar por um novo encanamento”, esclarece Chutudo

Grampola Pantaleão, que foi diretor do Saaem, ressaltou na tribuna que concorda que hoje não há necessidade de instalação do poço profundo porque tem água tratada suficiente para a população.

“Sofremos com a distribuição da água, jogamos fora mais de 60% da água potável. Tem um projeto que foi feito que revela que com cerca de R$ 5,5 milhões trocamos toda a tubulação, sendo algo setorizado por bairro. Vale ressaltar que o valor de um poço profundo é imenso, precisa ser perfurado de 900 a 1200 metros. Tem o valor de 3 a 4,5 milhões para perfurar, e um detalhe, Andradina perfurou algo parecido e a água saiu com muito flúor. É um investimento altíssimo que ainda pode dar zebra, fora que precisaria de mais 1 milhão para fazer a casa de tratamento”, explica Grampola

OUTRAS INDICAÇÕES

Chutudo, Grampola Pantaleão e Roberto Gonçalves fizeram uma indicação pedindo que o prefeito celebre um convênio para pacientes e acompanhantes em tratamento de câncer com o “Hotel Espaço Vida”, localizado no pátio do Hospital do Amor, em Jales. O vereador Tiago Soares indica a colocação de freza asfáltica no trecho da rua Marechal Deodoro da Fonseca (antiga boiadeira) que liga os bairros Jardim Miguita e Vila Brasília. Já o vereador Chutudo indicou a instalação de um redutor de velocidade (lombada) na altura do número 1253, da rua Primo Antônio Marchetti.

Vale ressaltar que a indicação parlamentar não tem caráter obrigatório. Cabe a prefeitura decidir se acata ou não o pedido do vereador.

REQUERIMENTOS

O vereador Afonso Carlos Zuin apresentou os dois requerimentos da sessão. Um solicita esclarecimentos sobre o pedido de reforma na indicação nº 062/2020, datada de 15 de junho de 2020, uma vez que existem vários prédios alugados para a prefeitura no município, sendo de extrema importância a revitalização das edificações públicas em área nobre da cidade, conseguindo assim grande economia aos cofres públicos. Além de estudos e projetos que viabilizam a recuperação do prédio.

O segundo requerimento é solicitando informações sobre quais as providências que foram tomadas em relação as linhas telefônicas fixas de números 3701-9016, 3701-9018 e 3701-9035, que atendem respectivamente as UBS dos Bairros Jardim Aeroporto, Vale do Sol e Farmácia Municipal.

MOÇÕES DE APLAUSO E PESAR

O vereador Afonso Carlos Zuin colocou na pauta uma moção de aplauso ao cidadão Ozéias Alves Moreira, em reconhecimento ao excelente trabalho artístico realizado nas paredes das passarelas da linha férrea, localizada no cruzamento da rua Rafael Pereira com a rua Anchieta.

Os vereadores Magali, Grampola, Emerson e Roberto fizeram moções de pesar pelos falecimentos de José Aparecido Lessa, Fatima Aparecida Lessa, Luciano Aparecido Lessa, Luís Pin, José Carlos Bearari e Maria Sônia Juvêncio Sanches.

Ozéias foi homenageado em reconhecimento ao trabalho artístico realizado nas paredes das passarelas da linha férrea