Cleber Ferreira inaugura atelier e galeria, uma das novidades é a arteterapia

Cleber Ferreira inaugura atelier e galeria, uma das novidades é a arteterapia

Foi inaugurado no dia 18 de agosto, o espaço Cleber Ferreira Cultura & Arte – Atelier e Galeria, na rua Dom Pedro I, nº 1160, na esquina da rodoviária de Mirandópolis. O mirandopolense atua artisticamente desde sua adolescência e possui diversas participações em exposições coletivas e individuais no Brasil e exterior, que marcaram sua vida, além de muitas obras em acervos públicos e particulares.

Formado em Artes Visuais pela FMU em São Paulo, foi diretor de Cultura de Mirandópolis e atualmente é professor de Arte. Além da formação artística, Cleber é formado em Pedagogia e recentemente concluiu uma pós-graduação em Arteterapia.

O novo espaço surge com a missão de proporcionar ao público uma maior interação com a arte. O local foi configurado de forma que no centro do salão, fica reservado para a produção das obras, inclusive quem passar pela rua terá a oportunidade de ver o processo criativo do artista.

Em breve, o espaço também receberá exposições de outros artistas, bem como objetos de arte e peças decorativas exclusivas. Cleber afirma que “é algo comum no cenário das artes plásticas, o atelier do artista ser restrito, porém, nesse momento senti a necessidade de proporcionar essa experiencia a todos. O fato de produzir em uma vitrine, exime de qualquer tabu esse processo, desmistificando o estereótipo de que a arte é destinada apenas para uma camada social, quando na verdade, é para todos”, explica o artista.

DIFERENCIAL

Uma das novidades que o espaço irá proporcionar, é a arteterapia. A proposta do artista, recém pós-graduado nessa especialidade, visa atender crianças, jovens e adultos. O cronograma das turmas, bem como outras informações serão divulgadas em breve nas redes sociais do artista.

Vale explicar que o arteterapeuta é um facilitador no processo de transformação da pessoa. O profissional atua como o guia do processo, ou seja, não tem o poder de mudar as pessoas, mas tem o poder de proporcionar os recursos e materiais para as intenções criativas de cada uma delas com o intuito de que as transformações possam acontecer.

Na arteterapia não há preocupação com as questões estéticas da criação, mas como as formas e formatos surgidos no processo podem revelar sentimentos ou comportamentos, conscientes ou inconscientes. O arteterapeuta incentiva os alunos a interpretarem as suas criações, adotando um comportamento de auxiliar o caminho para as novas descobertas.

O participante irá escolher o material em que ele se sinta mais confortável em trabalhar, pois estes materiais deverão ser adequados com a individualidade de cada pessoa, ou seja, o processo de contato com a Arte e a variedade de materiais proporciona uma abrangência de possibilidades, pois estimula a criatividade e traz para o consciente conteúdo internos importantes.

“Conheças todas as teorias, domine todas as técnicas, mas ao tocar uma alma humana, seja apenas outra alma humana – Carl Gustav Jung”. Assim, as atividades que são desenvolvidas por meio da arteterapia, não são submetidas a julgamento pertinentes aos padrões estéticos formais. É arte pela arte e ela por si só é transformadora.