Ocorrências: Capotamento na vicinal, sequestro relâmpago e furto no almoxarifado

Ocorrências: Capotamento na vicinal, sequestro relâmpago e furto no almoxarifado

CAPOTAMENTO NA VICINAL

Um autônomo, de 40 anos, esteve na delegacia de Mirandópolis no sábado (11) para informar que ele e sua companheira sofreram um acidente de trânsito. Ele revela que a mulher estava dirigindo pela vicinal José Francisco Sobrinho, sentido Pacaembu – Mirandópolis, quando na altura do KM 5, em frente à chácara WS, um veículo Gol, saiu da chácara e entrou na pista de rolamento.

A vítima explica que ao ver o veículo na pista, a mulher não conseguiu frear, mas desviou para evitar uma colisão, todavia, acabou perdendo a direção que conduzia, vindo a bater no barranco do acostamento e capotando algumas vezes. O homem relata que com o capotamento teve algumas escoriações em seu braço esquerdo, no pé direito e nas costas, sendo que sua esposa também teve algumas lesões. Após o capotamento, eles conseguiram sair do veículo e acionar a Polícia Militar.

Eles informam ainda que o veículo Gol não teve danos e o motorista permaneceu no local até a chegada da PM. As vítimas foram atendidas no hospital e passam bem.

SEQUESTRO RELÂMPAGO

Um lavrador, de 62 anos, chamou a Policia Militar e alegou ter sido abordado, próximo do horário do meio dia, por dois homens, logo após ter sacado R$ 15 mil no caixa eletrônico do Banco do Brasil em Mirandópolis. Ele informou que os homens o colocaram à força dentro de um carro e levaram a um canavial, onde liberaram por volta das 18 horas, subtraindo a carteira e o valor mencionado de 15 mil reais.

Os policiais estiveram no canavial apontado pelo lavrador e viram somente marcas de pneus de veículo, sem pegadas onde ele afirmou terem descido. Pelo que consta, a vítima apresentou informações contraditórias, inclusive em relação à quantia sacada no banco, assim como o fato de ninguém o ter visto sendo abordado pelos homens já que era horário comercial.

FURTO NO ALMOXARIFADO

Um funcionário público, de 31 anos, esteve no plantão policial na segunda-feira (13) alegando que no final de semana anterior, viera a ocorrer um furto nas dependências do almoxarifado de Mirandópolis.

O funcionário informa que ao chegar no trabalho pela manhã, foi informado por um dos mecânicos que haviam furtado a bateria de um dos caminhões, e que sua caixa se encontrava no solo, por baixo do veículo. Após averiguação, o declarante informou o ocorrido aos responsáveis pelo local, que solicitaram que o mesmo viesse a delegacia para realizar o registro de ocorrência e solicitar instauração de procedimento investigativo acerca do ocorrido.

O funcionário revela ter aparelho de monitoramento eletrônico no local, bem como um vigilante diuturnamente que realiza as rondas.