Jornadas de coragem e empreendedorismo: conheça a trajetória de Lahissi Lobo e Fábio Ricardo, da Mira Chopp

Jornadas de coragem e empreendedorismo: conheça a trajetória de Lahissi Lobo e Fábio Ricardo, da Mira Chopp

Foto: Eduardo Mustafa

Lahissi Ferreira Lobo, 37 anos, nasceu em Presidente Prudente e foi criada em Pirapozinho, trilhou um caminho marcante em sua jornada. Graduada como assistente social em 2012, adentrou na área em 2013, construindo uma trajetória de empatia e apoio aos mais necessitados. Em 2015, uma mudança significativa ocorreu em sua vida quando foi aprovada em um concurso e optou por se estabelecer em Mirandópolis, uma decisão que se revelou extremamente acertada, trazendo-lhe não só uma nova morada, mas também novas oportunidades e experiências enriquecedoras. Em sua companhia nesta mudança estava o companheiro F;abio Ricardo Alves. Tempos depois, em 2020, foi um ano que marcou uma virada na história quando eles apostaram no empreendedorismo e investiram em máquinas de chope, transformando essa iniciativa em uma importante fonte de sustento e realização para sua família. Confira a entrevista concedida pelo casal.

Onde vocês nasceram e cresceram?

Lahissi: Nascemos em Presidente Prudente e crescemos em Pirapozinho. Tanto eu como o Fábio tivemos uma infância tranquila, com muita brincadeira na rua. Nos conhecemos e começamos a namorar em Pirapozinho. Eu me formei como assistente social em 2012 e comecei a trabalhar na área em 2013. O Fábio trabalhava em uma multinacional, até que decidimos mudar para Mirandópolis em 2015 quando eu passei em um concurso.

Mas não tinham nenhuma relação com Mirandópolis?

Lahissi: Mirandópolis entrou na minha vida por meio desse concurso para assistente social em 2015. Inicialmente, eu não pretendia fazer a prova devido à falta de recursos financeiros, porém minha mãe se ofereceu para pagar minha inscrição, destacando a importância da oportunidade. No dia da prova, lembro de estar desanimada e atrasada. Uma amiga que iria me acompanhar afirmou que também desistiria se eu não fosse, o que me fez refletir e decidir participar do concurso até para não prejudicá-la. Essa foi a primeira vez que estive em Mirandópolis. Realizei a prova no Hélio Faria, quase chegando atrasada. Posteriormente, precisei retornar para corrigir um equivoco no resultado, pois duas respostas corretas estavam registradas como erradas. Após todo o processo, acabei sendo aprovada em primeiro lugar. Com isso mudamos para cá em 2015.

E quando foi o inicio da Mira Chopp?

Lahissi: Em 2019, durante minha licença maternidade após o nascimento de minha filha, fui para Pirapozinho, onde conheci o serviço de chope delivery. Fiquei interessada em abrir algo similar em Mirandópolis e a ideia inicial era alugar algumas máquinas, mas o meu contato não tinha nada disponível, porém naquela época não possuíamos o capital necessário para comprar.

Fábio: Isso, dai com o surgimento da pandemia em 2020, a minha sogra mencionou a existência do Banco do Povo em Pirapozinho, destinado a empreendedores. Fomos então em busca dessa opção em Mirandópolis. Fizemos um empréstimo que nos permitiu adquirir cinco máquinas. Inicialmente eu conciliava o trabalho no mercado com o serviço de delivery de chope, uma rotina intensa. O negócio cresceu rapidamente, com isso sai do emprego no mercado e passei a se dedicar 100% do tempo à empresa.

Onde funcionava a empresa?

Fábio: Iniciamos o negócio em nossa casa, improvisando o armazenamento das máquinas sem uma câmara fria, mantendo-as em quartos refrigerados com ar condicionado. Após um ano, conseguimos adquirir uma câmara fria e aumentar as máquinas. Desde 2023, estamos localizados neste endereço (rua Professor Kazzu Kawamoto, nº 216B – (18) 99163-7899), contando com um espaço bem estruturado exclusivamente para a empresa. Atualmente, possuímos 25 máquinas e em meses movimentados vendemos até 8 mil litros de chope, enquanto em meses regulares a venda gira em torno de 3 mil litros. Além disso, oferecemos a máquina de chá revelação para complementar nosso portfólio de produtos.

Qual o conselho para quem busca empreender?

Lahissi: O conselho fundamental é superar o medo e a hesitação. O medo pode ser paralisante e impedir que alcancemos nossos objetivos. É essencial ter coragem para ser audacioso e assumir riscos calculados, pois é somente através da ousadia e da disposição para arriscar que se conquista o sucesso empreendedor. Não ter medo de falhar, estar aberto a aprender com os erros e persistir diante dos desafios são atitudes essenciais para trilhar o caminho do empreendedorismo com sucesso.


                       
1721512077