Seiko Epson Corporation anuncia doação de projetores para comunidade japonesa de Mirandópolis

Seiko Epson Corporation anuncia doação de projetores para comunidade japonesa de Mirandópolis

Foto: Divulgação

Em ação conjunta, Epson e a Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA) iniciaram a implementação de iniciativas de apoio social à comunidade japonesa no Brasil, por meio do empréstimo de projetores e provisão de suporte técnico em Mirandópolis, mais precisamente na Primeira Aliança.

A atividade busca apoiar a educação da comunidade e as gerações mais jovens por meio da promoção da educação e conscientização em tecnologias da informação e comunicação (TIC), com o propósito de unir uma sociedade descentralizada. A JICA e a Epson assinaram um acordo de cooperação abrangente em março de 2022 com o objetivo de ajudar os países em desenvolvimento a enfrentar problemas sociais e alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

O Sr. Iwakami, consultor principal da JICA em Tóquio, citou três razões pelas quais a JICA selecionou a Epson, uma empresa privada, como parceira de cocriação: (1) A Epson compartilha os objetivos da organização para a gestão da sustentabilidade e a contribuição para o alcance dos ODS; (2) ; e (3) A Epson prioriza a educação como base para o desenvolvimento de recursos humanos.

Reiko Kawamura, diretora-adjunta do escritório da JICA no Brasil, destacou: “A colaboração entre a JICA e a Epson do Brasil está dando seus primeiros passos, e iniciamos com a doação de projetores para a comunidade local de Primeira Aliança. A partir deste projeto, continuaremos trabalhando juntos para abordar questões educacionais e fortalecer o vínculo entre o Japão e o Brasil.”

Foto: Divulgação

Primeira Aliança

Há cerca de 100 anos, a comunidade japonesa emigrou para a aldeia de Primeira Aliança, em sua maioria, da prefeitura de Nagano, Japão. Professores de Nagano foram enviados às escolas japonesas da vila como Voluntários de Cooperação da JICA no Exterior, e o Sr. Akahane faz parte da oitava geração que trabalha como voluntário.

Akahane observa que, em comparação com o passado, quando não havia projetores, há melhorias na compreensão do conteúdo por conta do tamanho grande da tela, que traz maior conforto e novas possibilidades de ensino, o que fez uma grande diferença na eficácia de suas aulas.

Ele também destaca o uso do projetor fora da sala de aula: “Nós o usamos em eventos como karaokê e noites de cinema para que as pessoas possam aproveitar a vida na vila. Acredito que os equipamentos podem servir como oportunidades para que as pessoas desfrutem da vida na escola de língua japonesa e na comunidade Nikkei, e para promover o amor pelo Japão e sua cultura. Tenho grandes expectativas”.

“Somos uma empresa que comercializa equipamentos para todos os continentes, mas, neste momento, estamos trabalhando fortemente para apoiar países em desenvolvimento e suas comunidades rurais na resolução de problemas sociais, educacionais e de formação tecnológica, comenta Kento Tanaka, Seiko Epson, Divisão de Produtos Visuais, SEC.

Segundo o executivo, o trabalho conjunto com a JICA, que possui uma ampla rede nos países em desenvolvimento, ajudará a Epson a contribuir com as comunidades vulneráveis em todas as partes do mundo onde a Epson não conseguia contribuir sozinha. “Nosso foco é em fornecer projetores e impressoras para uma variedade de ambientes educativos e de salas de aulas”, completa.

“Com os Projetores Smart Epson EpiqVision é possível ter uma experiência de cinema em qualquer lugar. Essa é uma linha de equipamentos portáteis, com Android TV integrada que permitem ao usuário transportar e instalar facilmente em diversos ambientes. Sem a

complexidade de cabos e suportes, basta ligar o produto e projetar em uma superfície lisa para assistir streamings e programas favoritos com alto brilho, imagem e som de qualidade” afirma Marcelo Madi, Diretor Executivo de Vendas, Marketing e Produtos da Epson do Brasil.


                       
1721515842