Voleibol adaptado e o benefício para a qualidade de vida dos idosos

Voleibol adaptado e o benefício para a qualidade de vida dos idosos

Você já ouviu falar em vôlei adaptado? É um esporte totalmente indicado para pessoas acima de 60 anos que necessitam fazer exercícios físicos. O jogo é muito parecido com o vôlei tradicional, sendo uma das principais mudanças a proibição de saltar para passar a bola para o time adversário. Além disso, o saque pode ser arremessado por baixo e no caso do jogo feminino, pode ser efetuado a um metro dentro da quadra. A maioria dos jogos segue as normas especificadas do regulamento dos Jogos Regionais do Idoso (JORI), competição referência para a terceira idade no Estado de São Paulo.

Em Mirandópolis, mais de 20 pessoas entre homens e mulheres, praticam o vôlei adaptado três vezes por semana. Os benefícios trazidos por essa modalidade são inúmeros. Além de tirar os idosos do sedentarismo, previne a hipertensão e ajuda na perda de peso. O trabalho em grupo ajuda também na socialização dos participantes, assim como auxilia na coordenação motora e na concentração dos jogadores.

Para Fabricio Leôncio, educador físico e treinador da categoria, trabalhar com esse público está sendo excelente, de muito aprendizado pessoal e profissional. “Eles chegam, fazem aquecimento e depois formamos os times para fazer um treino prático. É um ambiente bem descontraído e que não vejo nem a hora passar, é muito bom e convido o pessoal para conhecer a modalidade”, comenta Leôncio.

Já Dilva Gonçalves, que prática a modalidade há cerca de 10 anos, começou a jogar por insistência de uma amiga e hoje não vive mais sem o vôlei adaptado por conta da socialização. “Comecei porque a minha vizinha, que hoje infelizmente está acamada, passava na frente de casa e sempre me chamava para participar. Um dia resolvi conhecer e amei. Hoje não tenho outra atividade, preencho minha vida com vôlei e coreografia. É bom para cabeça e corpo”, explica Dilva.

Segundo Josías Gonçalves, aposentado de 73 anos, jogar vôlei é a coisa que ele mais gosta porque faz novas amizades e ainda pratica exercício físico. “Eu não perco um treino e fico muito feliz quando jogamos contra time de fora. Fiz várias amizades e sou companheiro de vários, mas quando o jogo começa o desafio é grande”, brinca Josias.


                       
1721616376