Monica Machado analisa seu mandato como presidente da Câmara

Monica Machado analisa seu mandato como presidente da Câmara

O primeiro ano do mandato 2021/2024 dos vereadores de Mirandópolis contou com Monica Machado como presidente da Câmara Municipal. Prestes a encerrar o comando, já que no dia 6 de dezembro será realizada a última sessão ordinária do ano, a vereadora contou sobre sua experiência no cargo e também as barreiras encontradas. Confira abaixo a entrevista.

EXPECTATIVAS

“Iniciei a presidência com expectativa de realizar bastante atividade, mas infelizmente as coisas não saem como a gente quer, nós pensamos em uma coisa, mas depende de vários outros fatores externos e por isso acaba não sendo exatamente do jeito que a gente quer. Mas considero que consegui melhorar muitas coisas e atender diversas demandas da presidência. Assumi com um orçamento muito enxuto, a legislatura passada não tinha o constume de realizar viagens em busca de emendas e nesse ano já realizamos diversas viagens. Além disso, tivemos gastos extras com a obra do elevador, pois tivemos gastos com corrimão, rampa e a sala para garantir a acessibilidade. Existem outras melhorias que nós já fomos atrás, por exemplo com o som, que financeiramente não foi possível concluir, mas foi algo que demandou tempo.”

BARREIRAS

“Nesse momento a maior barreira é a questão financeira a respeito de orçamento, para não extrapolar gastos, por isso nós aumentamos o orçamento da casa para o próximo ano, para que o próximo presidente tenha tranquilidade para realizar aquilo que eu planejei e não consegui realizar. Nós aumentamos o orçamento em R$ 400 mil, antes era R$ 1,8 milhão e agora foi para R$ 2,2 milhões. Também considero como barreira as dificuldades políticas, são nove vereadores, então lidamos com pensamentos diversos, além do meu pensamento temos outros oito diferentes, então os vereadores nos procuram para falar alguma coisa que eles não estejam gostando de outro vereador, ou que precisa melhorar na casa, então é uma demanda administrativa e também política, por isso precisamos ver os dois lados.”

CONSELHO

“A minha dica para quem vai entrar agora é respirar fundo. Tem uma frase que me ajudou muito de um livro que se chama Coragem de ser imperfeito”, que é “o feito é melhor do que o perfeito”. Sou uma pessoa que sempre buscou o perfeito, mas quando nós dependemos de situações adversas para que os nossos desejos sejam de fato concretizados, nós temos que entender que o feito é melhor do que o perfeito, porque nem tudo sai do jeito que a gente quer, mas nós precisamos fazer. Acredito que o princípio da honestidade é primeiro honrar o salário que você ganha seja em qual emprego for, não importa se é pouco ou muito, se você se sujeitou a isso o princípio da honestidade é honrar o salário que você ganha. Talvez você não consiga atingir o seu objetivo final, mas pelo menos você caminhou e trabalhou, isso é o mais importante.”


                       
1721616168