Wagner Fernandes, um mirandopolense que conquistou a América

Wagner Fernandes, um mirandopolense que conquistou a América

Você sabia que tem um mirandopolense campeão da Libertadores, campeão Brasileiro, campeão da Copa do Brasil e bicampeão gaúcho? Tem sim, estou falando de Wagner Fernandes da Silva, zagueiro multicampeão que jogou por muitos anos no Grêmio, e que também atuou por times tradicionais como Juventus, Botafogo-SP, Rio Branco e Bandeirantes.

Mas suas conquistas não foram apenas dentro de campo, foi preciso ser um guerreiro fora dele para superar os desafios, sendo o primeiro sair sozinho ainda jovem do interior para alcançar seu sonho em São Paulo. “Sempre fui apaixonado por futebol, aos sete anos de idade formei uma equipe junto do meu irmão e alguns amigos. Como em Mirandópolis naquela época não tinha time de futebol, parti para o voleibol com o professor Fumagalli, isso fez com que evoluísse muito como atleta no condicionamento físico e na altura”, lembra Wagner.

Por Intermédio do Wanderlei (ex-jogador do Juventus) surgiu a oportunidade de fazer um teste Juventus, e foi aí que começou sua carreira como atleta de futebol. “Meus desafios eram grandes. Tinha que ficar longe dos familiares e amigos para me virar sozinho. Além do que estava chegando em uma equipe muito qualificada, pois o Juventus tinha sido campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior, mas logo em seguida já nos consagramos campeão Paulista da categoria”, recorda Fernandes

O início de carreira promissor chamou atenção de um dos maiores clubes do Brasil, o Grêmio. Sua primeira passagem pelo clube foi em 1992, depois ficou dois anos fora do clube para voltar em 1995 e conquistar muitos títulos até 1997. “Posso dizer que fiz parte de uma seleção, joguei junto com Danrlei, Arce, Adilson, Dinho, Roger, Paulo Nunes, Carlos Miguel, Vagner Mancini, Jardel, Arilson, Scheidt, Rivarola e o técnico Luis Felipe Scolari. Tenho uma lembrança especial em um Grenal (Grêmio versus Inter), em 1997, que foi o primeiro jogo da final do Gauchão, onde tive a felicidade de fazer um gol de cabeça naquela partida”, emociona o zagueiro.

Wagner, que aposentou dos gramados em 1999, é professor de futebol de uma franquia do Santos FC, os “Meninos da Vila”, na cidade de Marília. O zagueiro deixa um recado para quem sonha em ser jogador de futebol: para ser um atleta profissional de futebol é preciso ter disciplina, humildade e muita vontade, só assim se chega a algum lugar. Posso dizer com muito orgulho, que sou um profissional realizado, só tenho que agradecer a todos que torceram por mim.