Injúria, acidente de moto e queimando fio: confira as ocorrências da semana

Injúria, acidente de moto e queimando fio: confira as ocorrências da semana

VACINA DOLORIDA

Compareceu na delegacia de Mirandópolis na quarta-feira (10) uma mulher que trabalha no posto de saúde alegando que um homem está espalhando pela cidade que a profissional lesionou seu braço e que ela teria aplicado vacina no lugar errado. O homem realizou um pedido de afastamento da profissional perante a prefeitura, além de falar para outros funcionários que ela não é uma boa profissional e que não realiza seu trabalho de forma correta.

A mulher ainda confirma que ele frequentemente vai em seu local de trabalho, onde realiza tais alegações pronunciando seu nome para todos os presentes com o tom de voz alto, propositalmente para que todos ouçam, inclusive a vítima. A mulher esclarece ainda que quando foi aplicar a vacina ele alegou que a tomaria no braço esquerdo, sendo que anteriormente ele havia informado às agentes que seria no braço direito, conforme registro no vacivida. A vítima, que é auxiliar de enfermagem há 25 anos, se sente constrangida e perseguida, além de ter sua reputação ofendida por ele.

BATEU NA MOTO

Uma mulher de 27 anos esteve na delegacia na quinta-feira (4) contando que estava transitando com sua moto na estrada vicinal Mirandópolis/Lavínia, próximo a entrada do bairro Portal dos Nobres, com uma velocidade compatível com a via, quando foi atingida por outra motocicleta que estava em alta velocidade, e no mesmo sentido dela (Lavínia).

Com o impacto ela perdeu o controle da moto e caiu, vindo a sofrer ferimentos nos braços, mão e perna. O condutor da motocicleta, um homem de 47 anos, não caiu, sendo que após o acidente fez o retorno e voltou ao local. A vítima contou ter sido socorrida por uma mulher desconhecida e levada até o Hospital Estadual de Mirandópolis. Ela confirma que sua moto foi danificada e encontra-se em uma oficina.

QUEIMANDO FIO

Policiais Militares estiveram na delegacia no sábado (6) alegando que receberam uma denúncia anônima informando que estava ocorrendo a queima de fio de cobre em uma residência. Os PMs foram até o local para verificarem os fatos, ocasião que depararam com uma extensa coluna de fumaça saindo da residência e ao lado estava um indivíduo, sendo conhecido nos meios policiais por ser autor de furtos e usuário de drogas. Ao visualizar os policiais, o homem empreendeu fuga, correndo para o fundo da casa para tentar pular o muro, mas foi contido pelos PMs.

Ao fazer contato com o proprietário da casa, que é irmão do homem que correu, foi autorizada a entrada no imóvel e encontrada uma grande quantidade de fios de cobre queimando. Os irmãos foram indagados da procedência do material, mas foram contraditórios em suas versões.