23 de abril: Grupo Mirandus Árbues comemora Dia Mundial do Escoteiro

23 de abril: Grupo Mirandus Árbues comemora Dia Mundial do Escoteiro

*Texto escrito pelos jovens escoteiros João Vitor Nogara e Victor Lipe, sêniores Mike Yudi e Lucas Siviriano e pioneiro Mateus Candido. Coordenação do Chefe Patrick Lipe

No dia 23 de abril é comemorado o Dia Mundial do Escoteiro. Fundado em 1907 por Lord Robert Stephenson Smyth Badel-Powell (tenente-general do Exército Britânico), é um movimento mundial, educacional, voluntário, apartidário e sem fins lucrativos. A proposta é o desenvolvimento do jovem, por meio de um sistema de valores que prioriza a honra, baseado na promessa e na Lei escoteira. Através da prática do trabalho em equipe e da vida ao ar livre, faz com que o jovem assuma seu próprio crescimento, tornando-se um exemplo de fraternidade, lealdade, altruísmo, respeito e disciplina.

Precisamos destacar a atuação de ‘B-P’, como era chamado Baden-Powell, que usou de diversos elementos e técnicas presentes em sua vida militar para desenvolver os jovens para criar um movimento educativo pregando a autodisciplina, coragem, iniciativa, liderança e responsabilidade. Desenvolvendo atividades coletivas envolvendo rastreamento, educação ambiental, rotas e orientações, apresentou técnicas de primeiros socorros, pensando em atividades que tornassem os jovens mais independentes e com novas habilidades.

Em Mirandópolis, reconhecido oficialmente em março de 2018, o Grupo Escoteiro Mirandus Árbues 449/SP foi fundado por Selene Lipe que, contando com apoio de amigos cofundadores (Antonio Gazetta – in memoriam, Patrick Lipe, Claudio Morena, Emerson Alexandre de Carvalho, Danilo Corte e Marina Lombardi) objetivou o Escotismo com uma nova opção de lazer, cultura e aprendizado para crianças e jovens. Para deixar o mundo melhor o grupo de Mirandópolis organiza anualmente ações como a participação local do World CleanUp Day (tradução, Dia Mundial da Limpeza), que visa não somente a limpeza da cidade, mas a conscientização sobre a poluição e sustentabilidade. Além disso, promove o MutECO com plantio de árvores, que conta com apoio do Departamento Municipal do Meio Ambiente. O Dia da Amizade quando trouxe a Tribo Indígena Vanuire a cidade, entre outras ações.

“Cumprindo as Leis Escoteiras todo dia, nós incentivamos a cidade fazer o bem para natureza, nós saímos pelas ruas, plantando árvores para diminuir o aquecimento global, por exemplo (…) e tudo isso começou em apenas um bosque e logo estaremos indo para uma sede. Em 2020 nós infelizmente não conseguimos nos reunir presencialmente, mas em 2021, se tudo isso passar, nós vamos retornar para as ruas, fazendo o mundo bem melhor do que o encontramos” – Patrulha Touro da Tropa Escoteira Fênix.

“Tenho orgulho de ser escoteiro porque aprendo e ajudo a preservar o meio ambiente e cuidar da sociedade, além de aprender o escotismo, como nós, técnicas, códigos e dentre outros, conhecer técnicas de sobrevivência foi a melhor coisa que eu já aprendi” – Mike Yudi, jovem da Tropa Sênior Kamayurá.


                       
1713756678