Polícia Militar realiza palestra sobre feminicídio para alunos da escola Noêmia Dias Perotti

Polícia Militar realiza palestra sobre feminicídio para alunos da escola Noêmia Dias Perotti

Alunos do 2º e 3º ano do ensino médio da escola estadual Noêmia Dias Perotti participaram de palestra sobre feminicídio promovida pela Polícia Militar de Mirandópolis. O encontrou ocorreu na sede da escola, no último dia 22, quinta-feira.

Segundo o soldado da PM, Thiago Winicius de Alencar Gonzales Toledo, que aplicou a palestra, o tema foi sugerido por uma aluna da escola e os estudantes foram orientados quanto as formas de prevenção para que não se tornem vítimas desse tipo de violência. A palestra contou com a participação de cerca de 60 alunos.

“O assunto abrange muito mais do que o nome propriamente dito. A lei criada em 2015 mostra que o feminicídio é a última linha do sofrimento de alguém, que se inicia num relacionamento inofensivo e vai se alastrando por ofensas e agressões. Falamos sobre a importância da denúncia, que pode ajudar o Poder Público a identificar o agressor e quem sabe, cessar o risco à vítima. A orientação apresentada na palestra expôs o crime para o agressor e a solução para a possível vítima, sabendo escolher bem o seu parceiro(a) e a tomar coragem para denunciar”, disse Toledo.

Qualquer tipo de violência contra a mulher é crime. A denúncia pode ser feita por meio do telefone 180. A ligação é gratuita e o anonimato é garantido.

FEMINICÍDIO

O feminicídio é o homicídio praticado contra a mulher em decorrência do fato de ela ser mulher (misoginiae menosprezo pela condição feminina ou discriminação de gênero, fatores que também podem envolver violência sexual) ou em decorrência de violência doméstica. A lei 13.104/15, mais conhecida como Lei do Feminicídio, alterou o Código Penal brasileiro, incluindo como qualificador do crime de homicídio o feminicídio.

Soldado Thiago Toledo, aplicou palestra sobre feminicídio aos alunos da escola Noêmia Dias Perotti. Foto: Divulgação
Palestra foi realizada para cerca de 60 alunos dos 2º e 3º anos do ensino médio. Foto: Divulgação