Confira as principais ocorrências policiais de Mirandópolis

Confira as principais ocorrências policiais de Mirandópolis

FALSO SEQUESTRO

Uma aposentada de 75 anos esteve no plantão policial de Mirandópolis na quinta-feira (30) alegando ter sofrido prejuízos ao cair em um golpe por telefone. A vítima relata que estava em sua residência quando recebeu uma ligação no telefone fixo, ao atender, ouviu uma voz de um homem, que alegava ter sequestrado sua filha e que para liberá-la, era preciso realizar um depósito no valor de R$ 10 mil. A aposentada realizou um depósito no valor de R$ 9.800. Após o ocorrido, ela procurou o gerente da unidade, o qual orientou a registrar a presente ocorrência para fins de suprir eventuais procedimentos do banco.

ROUBO NA ALIANÇA

A Polícia Militar de Mirandópolis foi acionada na segunda-feira (4) para comparecer em uma residência na Primeira Aliança onde teria ocorrido um roubo. No local, em contato com a vítima, um aposentado de 75 anos, foi informado que dois indivíduos pularam a janela do quarto, a qual estava aberta, enquanto ele estava assistindo televisão na sala, Ao ouvir barulhos no quarto, foi até lá, sendo interceptado no corredor pelos dois indivíduos, os quais o levaram para o banheiro e passaram a proferir socos e chutes, exigindo que a vítima desse dinheiro. O homem informou que havia dinheiro em sua carteira ao lado da cama, com isso um bandido foi até o quarto, enquanto o outro continuou as agressões, inclusive ameaçando com uma faca em seu pescoço. Foram roubados R$ 2 mil, a vítima que reside sozinha ficou lesionada e foi levada ao pronto socorro por sua filha e passa bem.

GOLPE NO WHATSAPP

Um aposentado de 64 anos compareceu ao plantão policial de Mirandópolis na terça-feira (5) informando que recentemente entrou em contato via WhatsApp com uma empresa para solicitar um empréstimo. A atendente negociou a transação alegando que para a conclusão do procedimento seria necessário um depósito no valor de R$ 1.610. A vítima realizou o depósito e não recebeu o valor acordado no empréstimo. Posteriormente, o suposto atendente solicitou um novo depósito no valor de R$ 800, momento em que a vítima percebeu que havia sido vítima do crime de estelionato.

ESTELIONATO

Uma aposentada de 73 anos esteve na delegacia de Mirandópolis na quinta-feira (7) alegando que no dia anterior estava em sua residência quando recebeu uma ligação no telefone fixo de uma pessoa se passando pelo gerente da Caixa Federal. O homem dizia que seu cartão havia sido clonado ao realizar uma compra de um ar condicionado em Andradina. Após uma longa conversa, ficou combinado que ele enviaria um funcionário para pegar o cartão bancário para fins de realizar uma contestação. Pouco tempo depois, um homem apareceu em frente sua residência, magro de estatura baixa, sendo que a vítima entregou o cartão, já que alegou ser responsável pelo procedimento do banco. Ainda na quarta-feira, após ter entregado o cartão, os meliantes continuaram a conversar com a vítima por telefone. Posteriormente, a aposentada contou a sua filha o que havia acontecido, esta que, já imaginou que sua mãe havia sido lesada. O prejuízo é financeiro foi de mais de R$ 13 mil.

FURTOU 20 MIL

Um aposentado de 79 anos compareceu ao plantão policial de Mirandópolis no sábado (9) informando que estava em Barretos, onde faz procedimento no hospital, quando retornou para sua residência. Na manhã do dia seguinte, reparou que as chaves do portão externo e da porta da sala haviam sido subtraídas. A vítima sustenta que após averiguar e conferir seus pertences, percebeu que certa quantia de dinheiro havia sido furtada. O aposentado informou que tinha R$ 20 mil guardados em uma lata que estava no armário de seu quarto. Ele revela ainda que suspeita da sua cunhada, uma vez que ela possui conhecimento do lugar que ele guardava o dinheiro.