Ocorrências da Semana têm briga de vizinho e furto no escritório

Ocorrências da Semana têm briga de vizinho e furto no escritório

BRIGA DE VIZINHO

Um homem de 50 anos e sua mulher, de 45 anos, compareceram ao plantão policial de Mirandópolis no dia 29 de novembro relatando que há cerca de um ano vem enfrentando problemas com barulhos e algazarras da casa vizinha. O casal explica que toleraram até onde foi possível e que fizeram os esforços possíveis para contornar a situação, mas não conseguiram. O homem reforça que em agosto teve uma conversa aberta e educada com o vizinho no sentido de tentar diminuir o barulho, pois prejudica seu descanso noturno. O vizinho demonstrou compreensão e se comprometeu a dar uma solução. O casal informa que o resultado foi o inverso, pois os barulhos se intensificaram. No último dia 27, o barulho foi tão exagerado que a mulher acabou perdendo o controle e bateu o cabo de vassoura em cima do muro de divisa da casa. Por causa disso, os vizinhos passaram a ofender a mulher no portão da casa dela, inclusive com um pau que danificou o portão. As vítimas solicitam providências da justiça.

NAMORO VIRTUAL

Uma mulher de 31 anos esteve na delegacia de Mirandópolis na quarta-feira (29) informando que conheceu pelo Facebook um homem, que se dizia sargento do exército dos Estados Unidos. O homem disse para a vítima que mandaria uma encomenda, sendo que no dia 23, a mulher recebeu uma mensagem de uma pessoa que se identificava como despachante do aeroporto de Guarulhos. O conteúdo dizia que ela teria que pagar uma tarifa alfandegaria no valor de R$ 10.500, contudo ao dizer que não teria o dinheiro todo, foi feito um acordo pelo pagamento de R$ 1.000, que foi realizado via PIX. O restante do valor seria parcelado via boleto e com isso ela receberia a mala. A vítima não desconfiou de que seria um golpe, pois o homem mandou foto da mala e o comprovante do envio. O homem ainda insistiu para que ela fizesse um empréstimo para pagar o restante, o que foi negado.

FURTO NO ESCRITÓRIO

Um advogado de 62 anos compareceu na delegacia de Mirandópolis noticiando que no sábado (27), indivíduos escalaram o telhado do seu escritório, arrombaram o forro e furtaram cinco notebooks, um aspirador de pó e uma roçadeira manual. Além disso, arrombaram a porta dos fundos e causaram uma grande desorganização. A vítima esclarece que ainda tentaram subtrair um cofre levando até o portão dos fundos, mas acredita que pelo peso acabaram desistindo. O advogado estima um prejuízo no valor de R$ 9.500, já que cada computador custa aproximadamente R$ 1.000, o aspirador cerca de R$ 280 e a roçadeira R$ 1.200. Com relação aos reparos dos danos no prédio, estima um valor de R$ 3.000 entre materiais e mão de obra. No local não há câmeras de monitoramento que registram as imagens.