Laudo prevê risco de queda da estrutura metálica da prefeitura e rodoviária e locais serão interditados, diz prefeito

Laudo prevê risco de queda da estrutura metálica da prefeitura e rodoviária e locais serão interditados, diz prefeito

O prefeito interino Carlos Weverton Ortega Sanches (MDB) anunciou no fim da tarde desta quinta-feira, 04 de julho, que irá pedir a interdição do prédio da prefeitura municipal e da rodoviária. Segundo o Chefe do Executivo, existe risco de desabamento da estrutura metálica que cobre os órgãos municipais. A primeira informação foi divulgada pelo jornalista Antônio José do Carmo.

Em entrevista ao Jornal Noroeste Rural, Sanches disse ter notado o problema assim que assumiu o Executivo, em maio. “Notamos que a estrutura metálica aqui visivelmente se apresentava deteriorada. Tivemos a queda de uma parte da estrutura, que cobre a parte da rodoviária, uma platibanda de três metros. E isso nos motivou a pedir um laudo de toda a nossa estrutura metálica”, disse o prefeito interino.

Ainda segundo ele, por meio desse laudo decidiu a imediata evacuação do prédio. “O laudo nos informa que seria necessário fazer um escoramento de toda estrutura metálica e que ele fosse trocado ou reformado. Ele [laudo] sugere que o paço municipal e a rodoviária sejam desocupados”, afirmou.

Apesar da decisão, o prefeito interino não sabe ainda para onde o paço municipal e a rodoviária serão transferidos. “Vamos fazer a desocupação da prefeitura e rodoviária, vamos nos alocar onde for possível, ginásio municipal de esportes, cartório eleitoral, vamos levar a rodoviária para uma praça ou na Rafael Pereira, não sabemos ao certo”, falou.

O AGORA NA REGIÃO questionou à prefeitura se o local possui Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) e solicitou cópia do laudo mencionado pelo prefeito e aguarda posição do Executivo.

Prefeito interino gravou entrevista ao Jornal Noroeste Rural na tarde desta quinta-feira (4)

                       
1716386432