‘Precisamos buscar alternativas para ajudar o comércio local’, explica Ricardo Gonçales, novo presidente da Acim

‘Precisamos buscar alternativas para ajudar o comércio local’, explica Ricardo Gonçales, novo presidente da Acim

Conversamos com Ricardo Luis Gonçales, que assume a presidência da Associação Comercial e Industrial de Mirandópolis para o biênio 2021/2022. Mirandopolense com diversos negócios na cidade, o empresário espera ajudar o comércio local que vem sofrendo com a pandemia. Confira abaixo a entrevista completa.

Nasceu aonde?

Nasci em 1978, aqui em Mirandópolis, sou filho da terra. Cresci em uma casa com meus pais e dois irmãos, em uma chácara indo para o Amandaba. Meus pais moram lá até hoje. Bons tempos, tenho boas recordações da minha infância.

Estudou em quais escolas?

Estudei no Sesi e na Noêmia, não cheguei a fazer faculdade, pois meu objetivo sempre foi passar em concurso. Prestei 15 concursos na época, em diversas áreas, daí fui aprovado como Agente Penitenciário e Escolta, isso em 2001. Fui chamado no ano seguinte para trabalhar em Guarulhos, onde fiquei quatro anos.

E a questão empreendedora?

Antes de ir para Guarulhos trabalhei na Auto Escola Mustang, com o Vitor Nakamura. Quando estava lá já me imaginava sendo empresário, sempre tive vontade de ter um comércio. Quando voltei de Guarulhos comecei a me estruturar para ter meu empreendimento. A primeira loja que abri foi uma perfumaria, em 2011, em frente ao Bradesco, junto com meu irmão. Depois adquirimos a Claro de Mirandópolis (2015), sendo que ainda compramos outras quatro unidades na região nos anos seguintes. Não parei por aí, surgiu a oportunidade de comprar uma empresa junto com a minha esposa, que foi a Espaço Decor. Na sequência ainda abri uma filial em Três Lagoas. E tem mais, em 2018 abrimos uma imobiliária, que é a Remax, dentro da loja de acabamentos, sendo que abrimos esse ano uma filial em Araçatuba.

Acompanhava o trabalho da Acim?

Em 2019, a Tereza, aqui da Associação Comercial, me procurou para perguntar porque não era associado. Daí questionei sobre as vantagens, daí ela explicou algumas coisas, mas não fiquei convencido que valeria a pena. Mas vendo as dificuldades do comércio local queria fazer algo, foi quando falei pra ela que se fosse pra fazer parte, que não seria apenas como associado, daí depois comecei a fazer parte da diretoria e agora como presidente (2021/2022).

Quais as dificuldades dos comerciantes?

A principal questão é que o mirandopolense não tem muito recurso financeiro, levando em conta que temos o comércio local, usina e funcionário público. A gente trabalha em prol dessas expectativas, então quando acaba a safra da usina, o comércio local é impactado. Quando tinha perfumaria, principalmente, sofria com esse período. É aí que entra o trabalho da Associação Comercial, é importante ter uma estrutura com metas e objetivos para conseguir ajudar os empresários locais.

Como está estruturada a Acim?

Hoje temos 240 associados, quem tiver interesse em conhecer as vantagens é só procurar a gente. Hoje temos alguns produtos, sendo que uma grande vantagem é o plano de saúde sem aumento por faixa etária. Fora isso temos algumas parcerias para ajudar o comerciante no dia a dia.

Como vocês passaram pela pandemia?

Acredito que como a grande maioria das empresas, com bastante dificuldade porque a pandemia afetou os negócios de uma maneira geral. Não foi fácil, quer dizer, não está sendo fácil, tanto é que esse ano estamos estagnados no número de associados. Infelizmente não tivemos o nosso jantar, que é algo tradicional que aproxima a associação dos associados.  Fora isso foi preciso mudar de sede, então foram fatores que também atrapalharam.

Quais as expectativas para 2021?

A expectativa é buscar melhorias para o comércio local, mesmo com a pandemia se alastrando durante o ano que vem, precisamos buscar alternativas para progredir em benefício da associação e dos associados. Independentemente do que vai acontecer, precisamos de um ano positivo para o comerciante.


                       
1716548305