Ocorrências da Semana têm tentativa de atropelamento e estelionato

Ocorrências da Semana têm tentativa de atropelamento e estelionato

TENTOU ATROPELAR

Um homem de 44 anos esteve na delegacia de Mirandópolis na segunda-feira (23) informando que no mesmo dia, por volta das 8h40, estava transitando a pé, sozinho, pela rua Nove de Julho, próximo a saída para Lavínia, quando ao tentar atravessar a rua, aproximou-se repentinamente uma camionete, conduzida por um empresário que ele conhece, no qual fez menção que iria atropelar. A vítima informa que no momento encostou rapidamente no seu carro que estava estacionado, pois achou que seria atingido. O homem ainda ressalta que a camionete estava trafegando em uma velocidade superior a permitida pela via. A vítima confirmou no boletim de ocorrência que não foi a primeira vez que isso aconteceu, sendo que anteriormente, há cerca de dois anos, o empresário fez menção de atropelar usando um outro veículo, na ocasião um Fiat Uno, no entanto, ele não registrou ocorrência. A homem confirma que teve um desentendimento financeiro há alguns anos com o empresário, sendo que existe processo judicial em andamento sobre o fato.

ESTELIONATO

Um senhor de 78 anos compareceu na delegacia de Mirandópolis na segunda-feira (23) contando que na sexta-feira (20) recebeu uma ligação dizendo tratar-se da loja “Americanas” e que haviam feito comprar usando seu cartão de crédito. O atendente deixou um número “0800” para contato, quando a vítima ligou foi informado pelo atendente (golpista) de que tinha sido realizada uma compra indevidamente com o seu cartão de crédito e que precisava do número e da senha do cartão para que fosse cancelada a referida compra. O declarante afirma que acreditando ser verdade, passou os dados do seu cartão, após isso desconfiou tratar-se de um golpe, em consulta de seu cartão, notou que foram realizadas compras desconhecidas usando aquele mesmo cartão de crédito que ele informou os dados. A vítima relata que em contato com o banco foi orientado a registrar o fato para o cancelamento das referidas compras.

PII DE MIRANDÓPOLIS

Na semana passada a mãe de um sentenciado e a companheira dele estavam passando pelo aparelho body scanner, na Penitenciária Lindolfo Terçariol Filho (PII), submetendo-se assim à revista mecânica para darem entrada na unidade prisional, quando uma servidora penitenciária notou imagem suspeita na região pélvica das mulheres. Ao serem questionadas, as visitas negaram estar portando algo ilícito, porém, resolveram confessar, após serem informadas de que seriam encaminhadas ao hospital local para se submeterem a exames de raio-x. Ambas entregaram os invólucros que estavam em suas genitálias contendo, em um deles 40 gramas de erva esverdeada com características do entorpecente maconha e 60 gramas de suposta cocaína. Com a segunda mulher foram encontradas 110 gramas da mesma substância e três extratos bancários. A polícia judiciária foi acionada e tomou as providências de praxe. Ambas foram suspensas do rol de visitas da unidade prisional.  

DROGA NA ROUPA

Uma visitante foi impedida de entrar na unidade prisional em Lavínia, no último domingo (22), após agentes penitenciários notarem nas imagens geradas pelo scanner corporal que ela trazia algo camuflado no top. Ela foi indagada e confessou, entregando um tablete de substância esverdeada aparentando tratar-se do entorpecente maconha. O material estava no interior de um invólucro costurado na barra da vestimenta. Após o ocorrido, foi solicitado apoio da Polícia Militar, que conduziu a mulher e a droga à delegacia local. Ela também foi suspensa do rol de visitas.


                       
1716385157