Patrick Lipe assume presidência do Partido Podemos em Mirandópolis e revela restruturação de ideias e pessoas

Patrick Lipe assume presidência do Partido Podemos em Mirandópolis e revela restruturação de ideias e pessoas

Apaixonado por gestão política e Mirandópolis, é assim que definimos Patrick Lipe, de 26 anos, que é advogado e o novo presidente do Partido Podemos no município. Na eleição em 2020, Lipe teve 404 votos e foi o décimo candidato a vereador mais votado em Mirandópolis. Conversamos com ele para entender seus planos dentro da política com esse novo momento em sua vida.

PODEMOS EM MIRANDÓPOLIS

“Vamos trabalhar a reconstrução, não só do partido, mas de uma ideia de partido, porque às vezes as pessoas não tem muita noção do que é um partido, por isso quero trabalhar essa conscientização de gestão partidária. Inicialmente teremos uns 10 nomes na ata de pessoas que estarão junto comigo na liderança do partido, mas sempre aberto a novos contatos e ideias. Procuro pessoas que são engajadas, que gostam de política, que amam Mirandópolis e que querem fazer alguma diferença na cidade. Mas que ao mesmo tempo não tem vício político, mesmo que não tenha experiência na política”.

POLÍTICA SEM SER POLÍTICO

“Quero reunir pessoas que vão querer fazer alguma coisa por Mirandópolis. Então essa foi a ideia, tanto que na reunião que tive com cada um deles, eles se animaram em ir para São Paulo conseguir coisas. Que é o que a gente quer fazer agora, que é tentar trazer emendas, opções para Mirandópolis, mostrar que o partido não está aqui só para 2024. Não, a gente está aqui pela cidade mesmo. Eu até falei que, a maior diferença que eu quero que o Podemos tenha, é que diferente de todos os partidos da cidade que tinham uma liderança que mandava tudo, eu não quero que tenha isso. Meu nome está como presidente, mas o partido é de todo mundo. É porque na cidade tem esse costume de alguns partidos serem comandados e até falam “partido tal é do fulano, partido tal é do ciclano”. Eu não quero isso. Eu quero dar autonomia para a galera trabalhar. Acho que a maior atribuição de um líder é criar novos líderes. Adoraria disputar uma vaga na câmara com várias pessoas boas. Porque aí a chance da cidade ser melhor representada é gigantesca”.

POPULAÇÃO E PARTIDO

“Nós temos a rede social do Podemos. Entendo que precisamos remodelar, inclusive foi uma das coisas que comentei, pois a maioria dos partidos da cidade, tirando o Brito que está fazendo um ótimo trabalho com Republicanos, quer fazer política de quatro em quatro anos. Isso é péssimo para Mirandópolis, aí as pessoas acham que a política é eleitoral e na verdade a política não é eleitoral, a política em si tem que ser trabalhada todos os dias. O ato de conversar e dialogar em qualquer lugar sobre uma ideia ou alguma sugestão por Mirandópolis já é uma política e as pessoas não entendem isso. Podemos começar a trabalhar na rede social fazendo publicações informativas, não só sobre o Podemos e o partido eleitoral, mas sobre uma parte de consciência política mesmo. Para que as pessoas entendam que a gente não está ali apenas como eleitoral, mas como um grupo que está reunido com a mesma intenção, que é pelo bem”.

APOIO A DEPUTADO

“Eu ainda não tive uma reunião com o partido, mas já temos um candidato da região, que é o Joca Maluly, filiado por Araçatuba, para deputado federal. Para deputado estadual o partido não tem um nome definido. Eu, Patrick, admiro a coragem que o Sodario teve, admiro o que ele vinha fazendo por Mirandópolis, mas ainda não tem nada firmado, não tem nada fixo do partido”.

ELEIÇÃO EM 2024

“Eu não vou desistir da política. E não é nem por profissão, salário, mas por um propósito. Mirandópolis me ajudou muito como pessoa. Apesar de jovem, eu tenho uma história aqui e gosto muito de Mirandópolis, tanto é que eu tatuei o mapa de Mirandópolis no braço. Embora muitos jovens vão embora, eu decidi ficar porque eu senti uma conexão. Mirandópolis me trouxe muitas coisas boas. Não escondo de ninguém que tenho o sonho de um dia estar no executivo de Mirandópolis, mas entendo que sou muito novo, tenho 26 anos, tenho uma trajetória enorme ainda pela frente. Por que eu falo que não vou desistir. Em 2024 a gente tem a intenção, sim, de montar uma equipe bacana, uma chapa legal e buscar cadeiras na câmara. Eu ainda não sei o que vai acontecer, mas minha intenção é o bem de Mirandópolis”.

FRUSTRAÇÃO COM O PREFEITO

“Foi bem complicado para mim. Fiquei muito frustrado, confesso. Porque já foi vinculado três vezes meu nome e não teve nada oficializado (cargo de diretor de desenvolvimento e jurídico do município). Conversei com o prefeito Mirão, ficou em aberto a possibilidade. Fiquei muito chateado porque o mínimo que eu esperava é que ele me comunicasse se não fosse me convidar”.