‘A vida é a maior escola que a gente tem, nela erramos e acertamos’, diz Marcão Iarossi

‘A vida é a maior escola que a gente tem, nela erramos e acertamos’, diz Marcão Iarossi

Nascido em Mirandópolis, desde muito cedo, quando ainda presidia o grêmio estudantil de sua escola, Marcos Antônio Iarossi, 53 anos, tinha paixão pela política. Mas não a política partidária, e sim a social, buscando encontrar soluções para os problemas coletivos. Hoje, o empresário, que também trabalha como assessor parlamentar, entende que é preciso fortalecer a região, em especial na área da saúde, para dar condições dignas de tratamento aos pacientes. Casado com Débora Emilane de Oliveira e pai de Pedro Henrique Jordão Iarossi, Marcão fala sobre sua vida pessoal e também de sua carreira política quando foi eleito vereador por quatro mandatos e candidato a prefeito em 2016.

Antes de empreender o sr. passou por quais áreas?

Comecei a trabalhar com 11 anos. Trabalhei em farmácia, já vendi salgado na rua, já fui vendedor ambulante, sempre muito cedo. Eu perdi meu pai aos 9 anos de idade. Tive que enfrentar e aprender muita coisa sozinho, sem uma figura paterna. Claro que todos nós somos passíveis de erros. Mas temos que ter sabedoria para buscar o conhecimento e corrigir os erros. Hoje me sinto um homem maduro, que cometeu erros, mas que hoje tem muito mais acertos. Minha mãe foi uma guerreira ao criar três filhos sozinha. A vida é a maior escola que a gente tem. Nós erramos e acertamos. E quando erro sei pedir desculpas e voltar atrás e rever meu erro.

Quando iniciou com o empreendedorismo?

Há 15 anos já atuo como empreendedor. Tenho uma loja, a Top Mix, que fica localizada no centro de Mirandópolis, tenho uma distribuidora de produtos hospitalares que atua na região de Americana e também a empresa de eventos MD Shows.  Eu atuo em 82 cidades seja com minhas empresas ou como assessor parlamentar.

E como se deu o gosto pela política?

Na política iniciei muito cedo. Fui presidente de grêmio estudantil no Hélio Faria. Era bastante ativo. Inclusive aquele campinho de futebol foi construído por meio do nosso trabalho à frente do grêmio, além de já ter feito diversas promoções. Sempre gostei de política, muito por conta do meu avô. Ele saía pregando os cartazes em postes pelas ruas e porteiras de fazendas. Esse amor pela política veio de família. Depois consegui ser eleito vereador por quatro mandatos.

E qual o balanço o sr. faz sobre sua atuação no Legislativo?

Fiz vários projetos. Sempre fui muito ativo. Várias vezes fui a São Paulo e Brasília em busca de recursos para a nossa cidade. O papel do vereador não é só fiscalizar as ações do Executivo, é preciso fiscalizar e também dar condições para que o prefeito faça um bom trabalho. Isso significa que ele deve buscar emendas e parcerias com os governos estadual e federal para que a cidade cresça e se desenvolva. Uma cidade igual a de Mirandópolis não vive somente da arrecadação própria. É preciso buscar emendas parlamentares. É aí onde entra o vereador para que acione seu deputado e consiga angariar recursos. Hoje eu trabalho com o deputado federal Guilherme Mussi e agora nessas eleições conseguimos eleger o Maurício Neves.

E como assessor parlamentar, qual a maior carência dos municípios da região?

Eu vejo que a nossa região precisava de um representante na Assembleia Legislativa. Mais uma vez não conseguimos. Isso é muito ruim porque a região fica muito esquecida. Mas mesmo assim a gente luta muito ao fazer um trabalho forte nos municípios em especial na área da saúde. Tenho feito várias parcerias com as Santas Casas que conseguimos aplicar recursos dentro delas.

O sr. foi candidato a prefeito, mas não foi eleito. Pretende se lançar novamente?

Um dia eu tenho esse sonho. Tenho muitos contatos com vários deputados em São Paulo e Brasília. Acho que isso é um diferencial. Mas no momento esse não é meu objetivo. Tenho outros propósitos. Eu amo o que eu faço. Entendo que no momento certo vai chegar, não sei quando, mas vai.

Qual a sua avaliação sobre a política atual?

Avalio de uma forma positiva. Acho que foi feito um trabalho bom pelo ex-prefeito Sodario. E o prefeito atual tem tentado dar sequência a esse trabalho. A gente sabe que não é fácil principalmente quando não tem um governo estadual ao seu lado. As coisas se tornam mais difíceis. Mas eu avalio de maneira positiva. Mirandópolis é uma cidade pequena que depende do governo e de deputados. Nosso deputado é um dos que mais investiram na cidade porque acreditamos. Só acho que precisamos ter sabedoria para fazer nossa cidade crescer e desenvolver. Precisamos construir uma saúde forte. Precisamos fazer mais pela saúde. Todos os municípios precisam abraçar a saúde. Vejo muitas pessoas sofrerem porque as coisas não andam. De modo geral, vejo a administração como positiva até porque não estou aqui para criticar, mas sim para ajudar. Eu tenho orgulho de ver nossa cidade crescer, é motivo de honra. Então, acho que quem ganhou a eleição pelo voto popular merece ser respeitado.


                       
1721538338