“Mirandópolis é sinônimo de família”, recorda Lourenço Batista, Primeiro Tenente do Corpo de Engenheiros da Marinha

“Mirandópolis é sinônimo de família”, recorda Lourenço Batista, Primeiro Tenente do Corpo de Engenheiros da Marinha

Conversamos com Antonio Lourenço Batista, mirandopolense de 36 anos que é Primeiro Tenente do Corpo de Engenheiros da Marinha. Formado em Engenharia de Materiais, em São Carlos, ele ainda possui mestrado e doutorado na área. Confira abaixo a entrevista completa.

Nasceu e cresceu aonde?

Sou mirandopolense com muito orgulho. Nasci e cresci na cidade, fiz boas amizades e estudei até o terceiro colegial, daí quando fui cursar a universidade que acabei indo embora.

Quais as lembranças mais antigas?

Mirandópolis é sinônimo de família, visto que cresci na cidade rodeado por tios, tias, primos e avós. As melhores lembranças são sempre desses encontros e reuniões familiares que deixaram várias histórias. Sem esquecer das artes que aprontávamos quando reunia todos os primos na casa da avó ou dos finais de semana que juntava toda a família e agregados no sítio da minha tia. Todos esses momentos são recheados de histórias e boas lembranças.

Qual sua formação?

Estudei na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Sou formado em Engenharia de Materiais, com mestrado e doutorado em Ciência e Engenharia de Materiais pela própria UFSCar.

Quando surgiu o interesse pela Marinha?

Ao final do doutorado comecei a buscar novas oportunidades dentro da minha área de engenharia, foi quando surgiu o concurso de âmbito nacional para o Corpo de Engenheiros da Marinha com duas vagas para Engenharia de Materiais, decidi fazer a prova e, ao final de todo o processo, fui convocado.

Qual é o seu cargo e suas funções?

No início passei por um curso de formação de oficiais, durante um ano, onde foram passados todos os adestramentos militares e ao final fui nomeado primeiro tenente. Hoje faço parte do Corpo de Engenheiros da Marinha, tendo como principais funções assessoria técnica para os meios operativos, normatização de processos, qualificação técnica de empresas e homologação de produtos de interesse naval dentro da área de materiais.

Quer deixar um agradecimento?

Nesta jornada não andei só, tive o apoio de pessoas que não tenho palavras para descrever o quão essenciais foram. Agradeço de forma especial aos meus pais, por sempre me apoiarem e incentivarem na busca da evolução intelectual e humana, e ao meu irmão pela amizade e cumplicidade, que juntos me apresentaram à importância da família e o caminho da honestidade e persistência. Agradeço, também, a todos os meus familiares, amigos, instrutores e irmãos de arma, pelo incentivo, pela preocupação dedicada a mim e por compartilharem, de uma forma ou de outra, desta etapa da minha vida.