‘Me envergonha o que acontece em Mirandópolis. Precisamos acabar com a farra das horas extras no setor público, desabafa Emerson Comandante

‘Me envergonha o que acontece em Mirandópolis. Precisamos acabar com a farra das horas extras no setor público, desabafa Emerson Comandante

Aconteceu na quarta-feira (8) a 17ª sessão ordinária da Câmara de Mirandópolis. Sem indicações por parte dos vereadores, entraram em votação 3 projetos de lei e também o parecer referente às contas da prefeitura municipal do exercício de 2019. A sessão caminhava para seu fim, quando o vereador Emerson Comandante (PSL) pediu a palavra e cobrou do prefeito Everton Sodario, do mesmo partido, algumas melhorias em um tom de desabafo.

“Nós temos o plano diretor e o plano de reforma administrativa que precisa ser feito em Mirandópolis, porque só assim nós continuaremos com uma Mirandópolis no caminho certo. Se isso não acontecer, não vamos acabar com a farra das horas extras no setor público de Mirandópolis. Não sou filho de Mirandópolis, mas me envergonha o que acontece na cidade”, discursou o vereador.

Emerson disse que está envergonhado de chegar no bairro da Aliança e ver as fossas sendo escoadas na rua a céu aberto. “Tem 60 dias que eu peço a limpeza onde corre a rede de esgoto e a água que sai da pia. A população não aguenta mais o mal cheiro. Realmente na prefeitura de Mirandópolis tinha que ser feito uma auditoria, porque é impossível você andar em um bairro que nem a Segunda Aliança. Eu não vou fugir daquele bairro, vou estar ali todo o mês, mas eu não vou cair nessa culpa sozinho, se eu tiver que cobrar eu vou cobrar!”, esbravejou.

No seu discurso, o Edil solicita ao prefeito municipal que viabilize as fossas e redes de esgoto da Aliança. “Comemorar ordem e progresso, igual comemoramos no dia 7 de setembro, para depois chegar naquele bairro como cheguei no feriado, onde estive com as famílias de lá que não conseguem dormir com o mal cheiro que entra nas suas casas por causa da rede de esgoto escancarada a céu aberto, é uma vergonha”.

O vereador disse que fica muito triste da população não se preocupar em acompanhar a sessão. Mostrando o celular, ele acha inaceitável apenas 11 pessoas estarem virtualmente conectadas assistindo a sessão pelo Facebook da Câmara. “O desinteresse faz com que os munícipes não saibam quem realmente defende o povo, apenas vão saber pela boca dos outros. Peço a população de Mirandópolis que acompanhe essa casa de lei. Não é desabafo, estou falando a verdade. Entrei nessa casa de lei para falar a verdade, doa a quem doer! Tem muita coisa importante para ser feita aqui na cidade, mas temos muitas coisas para serem feitas de grande importância também nos nossos bairros rurais, que são bairros que sofrem”, finalizou Comandante.

APLAUSO E PESAR

O vereador Afonso Carlos Zuin colocou na pauta uma moção de aplausos aos proprietários da Funerária Mirandópolis, Sistema Prever Cardassi. Já os vereadores Ederson Pantaleão, José Benedito Brufatto, Roberto Gonçalves e Afonso Carlos Zuin fizeram uma moção de pesar pelo falecimento do José dos Reis Machado, ocorrido no dia 16 de agosto de 2021.

Tarcisio e Thauane de Oliveira Zotelli, proprietários da Funerária Mirandópolis, recebendo a moção de aplauso

PROJETO DE LEI

Entrou na pauta o projeto do vereador Tiago Soares que estabelece a possibilidade do agendamento telefônico de consultas para pacientes idosos e para pessoas com deficiência, já cadastradas nas unidades de saúde do município. Os vereadores também votaram um projeto que institui a Semana Municipal de Mobilização para doação de medula óssea. Assim como um projeto que institui no município a ‘Semana Municipal de Conscientização do Descarte Responsável do Lixo’, ambos de autoria do vereador Tiago.