‘Me afasto da prefeitura em definitivo em abril para concorrer ao cargo de deputado estadual’, conta Everton Sodario

‘Me afasto da prefeitura em definitivo em abril para concorrer ao cargo de deputado estadual’, conta Everton Sodario

O prefeito de Mirandópolis, Everton Sodario, recebeu a reportagem do jornal AGORA NA REGIÃO para um bate papo sobre seu trabalho em 2021 e a expectativa para 2022. O prefeito fez um balanço das ações realizadas, criticou o governador João Doria e confirmou sua saída do PSL e possível candidatura para concorrer como deputado. Confira abaixo os principais temas respondidos pelo prefeito.

Trabalho em 2021

“Foi um bom ano apesar dos pesares e é o que eu digo aqui, a gente precisa todos os anos encerrar com a sensação de ter cumprido e eu encerrei 2021 com essa sensação. Na parte do SAAEM entregamos dois poços artesianos para a população e os dois já estão funcionando e jogando água na rede. Entregamos na parte de obras só em dezembro quase 600 mil de reperfilamento asfáltico nos bairros. Fizemos recape no Agostinho Franco que foi mais de 300 mil reais. Em todos os departamentos tivemos boas conquistas em 2021”

Expectativa para 2022

“Tivemos uma reunião nessa primeira semana para definir prioridades. Nós conseguimos duas ambulâncias só no ano passado, uma delas foi junto com o vereador Claudio Morena e outra anunciada agora com os vereadores do PSL e com o deputado Eduardo Bolsonaro. Nós estamos com o dinheiro na conta e definimos que a prioridade inicial da saúde é fazer a compra e aquisição dessas ambulâncias. Temos também, por exemplo, mais de 1 milhão de recapeamento, então são recursos que nós conseguimos no ano passado e que ainda não conseguimos fazer efetivamente as obras. Então a parte da infraestrutura que já tem o recurso na conta serão prioridades. Nós também temos algumas prioridades em relação a iluminação pública, pois já estamos fazendo projeto para a troca de toda a iluminação da avenida São Paulo e a troca de iluminação da avenida Rafael Pereira. Na educação a prioridade vai ser a reforma das escolas, nós temos duas escolas que precisam seriamente de reforma. Uma é o Hélio Faria e a outra a escola Ebe Aurora. Lá vamos fazer a troca de toda a rede elétrica ainda neste ano, vamos soltar a licitação agora e provavelmente no final do primeiro semestre a gente solta essa obra. Até o final de 2022 todas as salas de aula do município terão ar condicionado funcionando para os quase dois mil alunos da rede municipal”.

Polêmica com o Doria

“Eu tento não bater no Dória, mas ele pede para apanhar, ele é aquele ditador que já vem com a ditadura pronta, antes dele fazer uma coisa nós já sabemos que ele vai fazer. Eu não me sinto no direito como prefeito e não existe esse direito de um governador, de um presidente, tão pouco de um juiz ou promotor, de obrigar uma pessoa a se vacinar. Agora, o que está sendo feito hoje é uma vacinação compulsória, porque você não obriga ninguém a se vacinar, mas você obriga o servidor.  Me parece que uma decisão dessa vai contra o próprio princípio da vacina, parece que nem o governador acredita na vacina, porque se ele acreditasse ele não obrigaria ninguém a se vacinar, já que a maioria todo mundo sabe que está vacinada. Acho que o Dória tem prazer, desculpa o termo, mas acho que ele tem tesão em ver as suas decisões ditatoriais serem cumpridas”.

Carnaval em Mirandópolis

“O CarnaCriança nós vamos fazer. Além disso, está em análise a possibilidade de mais um show no modelo que foi o show agora no final do ano. Trazer um show pré-carnaval, provavelmente em fevereiro ou no começo de março. No show que fizemos não tivemos problema nenhum, dos casos inclusive nós tivemos um aumento de covid mas não depois do show, já antes tinha um aumento proporcionalmente aos últimos meses, mas são todos casos leves e a infinita maioria não está precisando ir para o hospital, hoje por exemplo nós temos 70 pessoas isoladas e nenhuma internada, então o vírus também por conta da vacina já está muito mais parecido com uma gripe e felizmente em Mirandópolis o cenário está bem controlado”.

Dever cumprido

“Já tenho a sensação de dever cumprido, porém não existe só esse dever, tenho outros deveres a cumprir também. Estou de saída do partido PSL, que é um partido onde eles não querem bolsonaristas, então não sou bem-vindo. Nessa semana estou pedindo a minha desfiliação do PSL e posso confirmar que recebi convites de diversos partidos para concorrer ao cargo de deputado estadual por São Paulo, porém já estou em conversa com o PL, porque onde o presidente estiver eu também estarei. Possivelmente me afaste do cargo em definitivo até o dia 1º de abril, com certeza com a sensação de dever cumprido. É claro que a gente sempre quer fazer mais, porém acho que a vida nos dá oportunidades e se você falasse comigo há 3 ou 4 anos atrás, jamais imaginaria estar prefeito, e Deus me deu essa oportunidade de estar há mais de dois anos prefeito e quem sabe Deus me dê uma outra oportunidade de estar em outro lugar e fazer muito mais também por Mirandópolis”.