Ex-vereador Carlos Weverton anuncia pré-candidatura a deputado estadual pelo Republicanos

Ex-vereador Carlos Weverton anuncia pré-candidatura a deputado estadual pelo Republicanos

O ex-vereador Carlos Weverton Ortega Sanches, de 41 anos, anunciou sua pré-candidatura ao cargo de deputado estadual. Atualmente no Republicanos, antes era do Podemos, o médico enxerga seu atual partido muito bem estruturado, principalmente por conta que terá um candidato ao governo, com isso acredita que para se eleger será preciso algo em torno de 40 mil votos.

“Durante a campanha vou trabalhar em toda a nossa região e em algumas cidades específicas, mas o foco será aqui. Até por eu ser médico tenho que trabalhar minhas prioridades de campanha na área da saúde, além do que acredito que a nossa saúde é muito defasada e vejo oportunidades para contribuir e melhorar essas questões”, explica Carlos Weverton.

O médico comenta que a pré-candidatura já estava em seus planos há um bom tempo, sendo até um dos motivos dele não ter disputado a última eleição municipal. “Acredito que a nossa região seja uma das mais ricas do estado de São Paulo, contudo uma das mais carentes de representatividade, ficando com isso um pouco abandonada. E eu conheço os problemas das pessoas”.

Carlos Weverton ressalta que uma das prioridades, caso seja eleito, é aproveitar melhor os espaços públicos, principalmente os prédios que estão sem uso. “A gente vê prédios públicos abandonados. Esses tempos estavam falando em criar um AME cirúrgico em Araçatuba, enquanto isso nós temos um hospital aqui em Mirandópolis com a possibilidade de fechar metade dos leitos por falta de funcionários, sendo que é um hospital público e do estado, então eu acho que antes da gente pensar em criar uma coisa nova a gente precisa colocar o que nós temos para funcionar. Se você for pensar nos prédios do estado, falando de Mirandópolis, aquela escola que nós temos no Amandaba é um prédio do estado, então são essas coisas que nós queremos ir atrás para que não aconteça na nossa região”.

Questionado sobre sua atuação como vereador, assim como prefeito interino, Sanches comenta que teve muita iniciativa e vontade, buscando sempre melhorar tudo aquilo que tinha na cidade. “Caso eleito vocês podem esperar uma política muito mais voltada para o nós, e não para o eu, porque gosto muito de ouvir as pessoas. Acho que a gente não faz nada sozinho, nós precisamos ouvir as pessoas para tentar em conjunto buscas as soluções para os problemas”, detalha.

Carlos Weverton usando a tribuna quando era vereador

PROBLEMAS COM AS CASINHAS

“Sobre as casinhas do Nosso Bairro, é um programa como tantos os outros que nós apoiamos pensando em ajudar a cidade. Eu sou filho de Mirandópolis, sai, estudei e voltei para Mirandópolis, nunca me envolvi em nada de errado e o Nosso Bairro é sucesso em muitos lugares, já em outros houveram denúncias, e Mirandópolis é uma das cidades onde o programa está suspenso”, explica Carlos Weverton.

O médico revela que não vê nada de errado no programa, sendo o dinheiro pago totalmente repassado ao proprietário. “Não estou com o dinheiro, agora essas inverdades prejudicam o povo, são pessoas que poderiam ter saído do aluguel, pessoas que poderiam ter uma oportunidade de emprego, enfim, algo que mexeria realmente a fundo na cidade. O programa está sendo analisado pela justiça, espero que como em outras cidades o programa possa acontecer. O Ricardo Izar copiou esse programa e trouxe para várias cidades do estado de São Paulo. O que vai acontecer é que a justiça vai julgar e decidir se vai ou não continuar. Se não continuar as pessoas vão receber o dinheiro de forma corrigida, se prosseguir as pessoas vão ter a oportunidade de continuar no programa ou mesmo de sair”, ressalta Carlos Weverton.

MENSAGEM AOS MIRANDOPOLENSES

“O tempo que estive como vereador e como prefeito interino me proporciona hoje uma experiência necessária para disputa do cargo de deputado estadual. Eu já vivi muitas coisas na política, já vi as boas coisas e as más coisas, e para você ter uma ideia, existem recursos que nós conseguimos na época como vereador e como prefeito que ainda não foram executados na cidade. Existem recursos que foram perdidos, então esse tipo de politicagem acho que não pode ter. Nós podemos ter divergências de eu acreditar em uma coisa e você em outra, mas a gente tem que entender que o bem comum é o povo, então a gente vem para isso, para tentar unir essas coisas, para que nem Mirandópolis nem a nossa região perca tantas coisas como vem perdendo ultimamente”, finaliza Sanches.