Alunos do Sesi realizam projeto sobre abandono de animais e doam casinhas e rações para ONG Gateiras do Brasil

Alunos do Sesi realizam projeto sobre abandono de animais e doam casinhas e rações para ONG Gateiras do Brasil

Estudantes do 6º ano B da escola Sesi de Mirandópolis confeccionaram e doaram diversas casas de gatos e cachorros para a ONG Gateiras do Brasil. Os alunos também se mobilizaram em uma ação solidária que arrecadou aproximadamente 150 kg de ração, também doados para a instituição que realiza um trabalho de castração e adoção responsável em Mirandópolis desde 2019.

O professor Cleber Ferreira, mediador do projeto, explica que os estudantes se dedicaram ao tema “Por que o abandono?” no Eixo Integrador Interáreas – componente que desenvolve o trabalho interdisciplinar entre as áreas do conhecimento – e a doação surgiu como uma ação efetiva dentro do contexto que estava sendo trabalhado.

“Eles escolheram o tema, pesquisaram, coletaram dados e informações sobre o abandono como referência para a parte prática”, menciona Ferreira. O professor ainda

enfatiza a importância da disciplina que proporciona aos estudantes a oportunidade de trabalhar impactando a comunidade. “O foco é ultrapassar os muros da escola com ações que visem o bem social, acredito que conseguimos alcançar esse objetivo”, completa Cleber.

GATEIRAS DO BRASIL

A responsável pela ONG Gateiras do Brasil, Domynike Mustafa, fez uma palestra para os estudantes para explicar a importância da castração e também para mostrar como funciona o trabalho da instituição no município.

“O Gateiras do Brasil é um projeto independente, de castração de gatos e adoção responsável com objetivo de fazer o Projeto C-E-D (Capturar – Esterilizar – Devolver no local de origem), devido principalmente a dificuldade de abrigar todos esses animais em um único espaço. Alguns filhotes e gatos mansos entram na lista de adoção, por isso a necessidade de contarmos com ajuda por conta do alto custo que temos para manter todas as despesas”, explica Domynike.

A presidente da ONG comenta que o encontro com os jovens foi muito importante para ajudar na conscientização sobre a importância da castração e dos cuidados com os animais. “Fazemos esse trabalho de castração de gatos que estão em casas abandonadas, praças e terrenos vazios em Mirandópolis há quase três anos. É uma ação fundamental até para manter o controle da procriação, evitando o sofrimento de animais na rua, assim como ajudando na saúde pública. Já resgatamos diversos gatos e cuidamos quando alguma necessidade médica. O mais importante é o gato ir pronto para o adotante, isso quer dizer, castrado, vermifugado e vacinado”.

Para ajudar na renda da ONG, que conta com mais de 100 gatos, a instituição tem um bazar (rua Joaquim Alves Filho, nº 934) que comercializa roupas, móveis e utensílios de casa. “O objetivo é levantar fundos para quitar procedimentos médicos e também gastos com rações e vacinas. Então recebemos doações de roupas, utensílios de casa, eletrodoméstico, bolsas, entre outras coisas. Estou feliz com o trabalho do bazar porque consigo ajudar no projeto dos gatos e também de certa forma ajudar as pessoas, já que nossos produtos tem um preço especial”, finaliza Domynike.


                       
1716483626