Peregrinação de fé: mirandopolenses realizam caminhada de 107 km até santuário de Santo Expedito

Peregrinação de fé: mirandopolenses realizam caminhada de 107 km até santuário de Santo Expedito

A peregrinação de Santo Expedito reúne todos os anos fiéis de vários municípios que caminham até a cidade que leva o nome do santo padroeiro, como forma de agradecimento por indulgências do santo ou até mesmo para realização de pedidos. Em Mirandópolis, uma turma caminhou 107 quilômetros entre sexta (8) e domingo (10), com objetivo de participar da bênção de Ramos e da missa na Capela Santo Expedito.

O mirandopolense Wilson Rosa de Lima, de 52 anos, realizou mais uma vez essa caminhada entre Mirandópolis até Santo Expedito. Esse ano o devoto contou com a companhia de Arlindo Venâncio, Marcos Coelho Araújo e José Pascoaleto. Além disso, nos carros de apoio estavam Paulinho Loche e José Antônio Alves (Franguinha).

“Iniciei este trajeto a partir de uma graça recebida por interseção de Santo Expedito em 2005, inicialmente pensei em ir de carro para assistir à missa, mas isso aconteceu em um período difícil da minha vida, onde eu estava distante das coisas de Deus, então me deu um estalo e resolvi estacionar o veículo para pagar a promessa a pé”, recorda emocionado Wilson.

Esse ano, o percurso de mais de 100 quilômetros contou com uma primeira parada, após 42km, na fazenda VEPEC, do proprietário Ricardo Venâncio, que acolhe o grupo há cerca de 10 anos. A segunda etapa foi passar por Pacaembu e Irapuru, sendo a parada de descanso na cidade de Flora Rica, um trajeto de cerca de 45km. Nesta parada o acolhimento foi feito pela Dona Nubia e sua família. O terceiro percurso é de Flora Rica até Santo Expedito, onde fecham com uma caminhada de 20 quilômetros.

“A viagem é longa, porém o preparo tem que estar mais no psicólogo do que no físico, tem que ter fé, sempre lembrando que a fé me trouxe aqui”, explica Wilson.

APRENDIZADOS

“Teve uma passagem interessante, que apesar de parecer simples, modificou de certa forma a maneira que passei ver a vida e tratar as pessoas. No segundo ano que estava fazendo a caminhada, na cidade de Pacaembu, entrei em uma quitanda trajando bermuda, camiseta, chapéu, bolsa e um cajado na mão. Pedi ao balconista, meia dúzia de banana e duas garrafas de água, foi quando ele me olhou e foi atender outro cliente, podemos dizer que me desprezando. Pedi pela segunda vez, novamente me ignorou. Na terceira vez que fiz o pedido, ele me perguntou se eu tinha como pagar. Peguei o dinheiro e mostrei, foi quando ele finalmente pegou meu pedido. Esta passagem foi importante para agente ir se depurando, melhorando como pessoa, como ser humano. Nesses anos de caminhada aprendi a me colocar no lugar do outro, a poder ajudar, a se desprender de tempo, de bens matérias, pra viver melhor com meus semelhantes, pois a vida é um sopro”, relata Wilson Lima.

QUEM FOI SANTO EXPEDITO?

Santo Expedito, o padroeiro da cidade e santo das causas urgentes, era um comandante de uma legião militar do poderoso Império Romano que, ao se converter ao Cristianismo, foi perseguido pelo imperador Diocleciano, no ano de 303. Foi preso, torturado e decapitado, tendo se tornado mártir desde então, com devoção por diversos países no mundo.

A cidade de Santo Expedito (SP), onde está localizado o maior santuário diocesano do santo padroeiro no Brasil, completa 64 anos de história e fé no dia 19 de abril de 2022.

O município está situado no sudoeste do planalto ocidental paulista, 600 quilômetros distante de São Paulo, capital. Pertence à região turística do Sol do Oeste, servida pelos rios do Peixe e Ribeirão Montalvão e pelos córregos São Francisco e Timbó.

Santo Expedito foi intitulado como município de interesse turístico pelo segmento religioso, atraindo turistas de muitos lugares pela fé ao santo padroeiro. Todos os anos, na semana de 19 de abril, dedicada ao santo, a cidade recebe, em média, 60 mil visitantes, quando chegam turistas de todo o Brasil e de países como o Chile e o México.

Santo Expedito faz parte do Circuito Turístico Sol do Oeste com outras dezenove cidades (entre elas, Rancharia, Martinópolis, Presidente Epitácio, Caiabu e Presidente Prudente), uma região de grande potencial aquático e turístico. No caso de Santo Expedito, a peregrinação segue estrada em honra do padroeiro que dá nome à cidade, com a benção de proporcionar a paz e a tranquilidade a quem viaja.


                       
1716337450