Após três meses, Governo Mirão precisa trocar diretores do Meio Ambiente, Jurídico, Desenvolvimento, Obras e Cultura

Após três meses, Governo Mirão precisa trocar diretores do Meio Ambiente, Jurídico, Desenvolvimento, Obras e Cultura

Após assumir o cargo de prefeito de Mirandópolis em 25 de outubro de 2019, após eleição suplementar, Everton Sodario definiu grande parte de sua equipe de diretores. O prefeito venceu uma nova eleição em 2020, manteve a maioria da equipe, até que saiu da função, em abril de 2022, para ser candidato ao cargo de deputado.

Ademiro Olegário dos Santos, conhecido popularmente como Mirão, assumiu a prefeitura na sequência e disse na época em entrevista ao jornal AGORA – “Pretendo manter a equipe para que não possa quebrar o ciclo, porque o nosso plano de governo é a longo prazo e não curto prazo”. Depois de três meses, o prefeito se viu obrigado a trocar quatro diretores (Meio Ambiente, Jurídico, Desenvolvimento e Obras) que se demitiram, assim como ele trocou a diretora de cultura.

MEIO AMBIENTE

Rafael Dornelas Marques, que tinha assumido como diretor do Meio Ambiente em março de 2021 no lugar de Renato Gonfiantini, teve seu último dia de trabalho no dia 27 de junho. O profissional que vai trabalhar em projetos pessoais pediu demissão. Segundo apurou o jornal AGORA, pois a prefeitura ainda não oficializou, entra para a função Livia Fuentes, engenheira ambiental.

Livia que tem em seu currículo uma pós-graduação em Segurança do Trabalho, foi estagiária da Prefeitura de Lavínia entre agosto de 2019 até outubro de 2019. Depois trabalhou de forma autônoma, até ser convidada para assumir o departamento.

DESENVOLVIMENTO

Regina Nishida é a nova diretora de Desenvolvimento Industrial e Comercial de Mirandópolis. A diretora que já teve seu nome divulgado no site da prefeitura, assim como já participou de eventos representando o departamento, é graduada em direito pelo Centro Universitário Toledo. Ela assume a função de Glauco Rodrigues, que pediu demissão para assumir como chefe de gabinete na Prefeitura de Birigui.

OBRAS

Lucas Rafael Gonzalez iniciou sua jornada como diretor de Obras, Viação e Serviços Urbanos de Mirandópolis, a convite de Sodario, em outubro de 2019. Segundo apurou o jornal AGORA, o diretor pediu demissão no último dia 9 de julho. Até o momento o jornal não teve informação de quem será seu substituto.

JURÍDICO

Luiz Guilherme Testi pediu demissão do cargo de procurador jurídico da prefeitura de Mirandópolis no início do mês de junho. No dia 16 de junho, o advogado já foi nomeado à frente da Secretaria Municipal de Tributação e Fiscalização, em Birigui, pasta criada recentemente na cidade. Segundo apurou o jornal AGORA, o cargo vai ser ocupado pela advogada Elieti Pazinato, a prefeitura ainda não oficializou sua contratação.

CULTURA

Viviane Gonzalez, que trabalhou como diretora de Cultura e Turismo de Mirandópolis nos governos de Regina Mustafa, Carlos Weverton e Everton Sodario, foi demitida da função no dia 11 de julho. Segundo apurou o jornal AGORA, para sua função foi convidado Valdir Antônio da Silva, que foi secretário municipal de educação de Guaraçaí no governo Nelson Tanaka.

O QUE DIZ O PREFEITO

A reportagem do jornal AGORA NA REGIÃO procurou Celes Junior, chefe de gabinete da prefeitura de Mirandópolis, em quatro ocasiões entre junho e julho,para alinhar uma agenda com o prefeito Mirão. Em nenhum momento conseguimos marcar uma conversa para  entender essas mudanças e confirmar os nomes.