Prefeitura de Mirandópolis abre credenciamento para clinicas visando castração de animais; porém sem data definida para iniciar mutirão

Prefeitura de Mirandópolis abre credenciamento para clinicas visando castração de animais; porém sem data definida para iniciar mutirão

Em transmissão no Facebook feita pela ex-presidente da extinta ONG Pelotão Animal, Fabiana Pereira, em companhia do vereador Claudio Morena, na terça-feira (19), foi confirmada a execução de um plano para castração de animais de rua em Mirandópolis.

A discussão acerca da castração desses animais teve início em maio, quando Fabiana e outros simpatizantes da causa animal, estiveram em reunião com o Ademiro Olegário, o Mirão, prefeito de Mirandópolis, para informá-lo sobre o alto número de animais que habitam as ruas do município e solicitar uma ação que resultasse na diminuição do avanço populacional, principalmente, de gatos.

MUTIRÃO DE CASTRAÇÃO

Segundo Claudio Morena, serão R$ 33 mil em recursos próprios do município para a realização do primeiro mutirão, que visa a castração de 120 felinos machos e 130 felinos fêmeas. Ainda de acordo com o vereador, o plano não tem uma data de início e isso se deve ao credenciamento, ainda em trânsito, das clinicas veterinárias que participarão da iniciativa.

Também durante a live no Facebook, foram comunicados mais dois mutirões de castração em Mirandópolis, um deles através do Consórcio Intermunicipal do Extremo Noroeste de São Paulo, no valor de R$ 50 mil e outro também com recursos próprios da prefeitura, ambos sem data definida.

QUESTIONAMENTOS SOBRE O CCZ

Fabiana ressalta na live que há uma demora excessiva para a realização de castrações solicitadas no CCZ e que enviou um oficio ao setor ligado a saúde, questionando sobre seu funcionamento e espera que suas dúvidas sejam sanadas. Claudio Morena, que esteve também na reunião com o prefeito em maio, se solidarizou com a indagação da ativista e disse que irá buscar esclarecimentos por parte do CCZ.

Até o fechamento desta edição, a reportagem não obteve resposta do departamento de saúde de Mirandópolis sobre esses questionamentos.

CASTRAMÓVEL

Adquirido em 2019, o castramovel se mantém inativo devido a suas irregularidades e não há uma previsão de quando ele entrará em ação. O vereador diz que o legislativo, junto a órgãos competentes, já está atrás de como fazer esta regularização para que ele atenda a cidade o quanto antes, inclusive planejam uma viagem para Três Lagoas porque lá existe um castramovel em funcionamento.