APAE de Mirandópolis participa das Olimpíadas Especiais do Estado de São Paulo

APAE de Mirandópolis participa das Olimpíadas Especiais do Estado de São Paulo

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Mirandópolis participou na última semana da XX Olimpíadas Especiais das APAEs do Estado de São Paulo, em Caraguatatuba. Ao todo competiram 16 delegações, incluindo a Tietê Vivo, que engloba as cidades de Araçatuba, Andradina, Birigui, Ilha Solteira, Mirandópolis e Valparaíso.

A competição organizada pela Federação das APAES do Estado de São Paulo (FEAPAES-SP), com apoio da Prefeitura de Caraguatatuba, reuniu cerca de 800 pessoas, entre atletas, técnicos e acompanhantes, nas modalidades de atletismo, basquete, futsal, futebol de sete, natação, tênis de mesa, voleibol adaptado, dama e dominó.

A abertura contou com a presença de Vera Lucia Ferreira, presidente da FEAPAES-SP; Cristiany de Castro, diretora social e secretaria executiva da Frente Parlamentar Mista em Defesa das APAES; Sonia Maria Vitor, presidente da APAE Caraguatatuba; Aracélia Costa, da Secretaria da Pessoa com Deficiência do Estado de São Paulo, representando o governador Rodrigo Garcia; Afonso Tochetto, presidente da FEAPAES-RS; Fatima Godoy, representando o presidente da APAE Brasil, José Turozzi; Rita de Cássia Leal, Wellington Clementino, autodefensores estaduais da FEAPAES-SP e secretários municipais.

Para a Feapaes, o evento favorece o desenvolvimento global da pessoa com deficiência intelectual e sua integração na sociedade por meio da prática esportiva adequada às suas necessidades e a aquisição de experiências que venham enriquecer seus conhecimentos e facilitar sua relação com o meio em que vive, contribuindo dessa forma para o exercício da cidadania.

De acordo com Vera Lucia Ferreira, presidente da FEAPAES-SP, além das competições, os atletas poderão usufruir de momentos de muita diversão, o que possibilitará que vivenciem novas e alegres experiências. “Além da parte esportiva, proporcionaremos atividades culturais e de lazer, passeios, festa de confraternização, cinema, entre outros e para isso contamos com grandes parceiros”, detalhou Vera.

MIRANDÓPOLIS

Com seis atletas (Patrick, Alessandro, Emerson, Lucas, Guilherme e Amanda), a APAE Mirandópolis obteve sucesso em algumas delas. A atleta Amanda Gabrielly Pereira, de 13 anos, ficou em segundo lugar na dama e terceiro lugar nos 200 metros. Os atletas Emerson Roberto Pereira, 28, e Lucas da Cruz, 30, ficaram em terceiro lugar no dominó. Já nas disputas em equipes, a Tietê Vivo conquistou o terceiro lugar no basquete, com os atletas Patrick Eugênio, de 28 anos e Alessandro Patricio, 33.

Para a educadora física, Maiara Vieira Brasil, que acompanhou a equipe até Caraguatatuba, o esporte é uma grande fonte de aprendizado e, principalmente, alegria para os alunos da APAE. “Essa competição foi um aprendizado para eles, mostrou que chegaram até lá por fazerem tão bem o que é ensinado e por terem disciplina também”, diz a professora. Ela conta que se surpreendeu com a força de vontade deles e que essa é uma ótima oportunidade para a inclusão, “os alunos amaram a experiência e se divertirem muito. Por mais que tivemos algumas derrotas, eles estavam sempre felizes por terem competido com outros atletas, inspirando-se neles, sem rivalidade, somente amor ao esporte”, completa Maiara.

AS OLIMPÍADAS

A FEAPAES-SP, responsável pela organização das Olimpíadas Especiais das APAES – Edição Estadual, busca parceria com uma APAE do Estado para receber o evento, realizado a cada três anos, porém, devido à pandemia da COVID 19, a edição precisou ser adiada por um ano. As Olimpíadas Especiais são uma oportunidade na qual os atletas classificados em suas regionais competem, demonstrando sua potencialidade, além de terem nessa ocasião a chance de trocar experiências e confraternizarem com outros atletas do Estado. A última edição das Olimpíadas foi em 2018, na cidade de Franca (SP).