Ocorrências da Semana têm furtos de TVs e roubo no comércio

Ocorrências da Semana têm furtos de TVs e roubo no comércio

FURTO DE TVS

Um homem de 47 anos esteve na delegacia de Mirandópolis no dia 30 de dezembro, informando que há cerca de 20 dias entraram na casa de seus pais, os quais estavam viajando, e furtaram comidas.

O filho da vítima não viu necessidade de fazer o boletim de ocorrência, entretanto, na manhã do dia 30, por volta das 5 horas, percebeu que o portão da casa e a porta de vidro dos fundos estavam arrombados. Ao entrar na residência, percebeu que três televisões haviam sido furtadas. Foram duas TVs de 29 polegadas e uma de 42 polegadas, avaliadas em R$ 3.500, aproximadamente.

No local não tem câmeras de segurança, mas ao lado há um consultório que tem vigilância monitorada.

EMPRÉSTIMO INDIGESTO

Uma mulher de 46 anos recebeu uma ligação no WhatsApp no dia 26 de dezembro, de uma pessoa que se apresentou como funcionária do Banco do Brasil. Na ligação a pessoa orientou a mulher a resgatar suas milhas do cartão de crédito, para não ser bloqueado.

A vítima informa que foi até a agência do banco mencionado, e no caixa eletrônico, seguiu as orientações da suposta funcionária. A mulher voltou para casa imaginando receber os créditos, entretanto, recebeu notificações de que haviam sido realizado quatro empréstimos em nome de seu marido, segundo titular da conta, que totalizaram R$ 15 mil. Além disso, foi feito, não pela vítima, uma transferência via PIX da conta dela no valor de R$ 3 mil.

ROUBO NA PASTELARIA

Policiais Militares estiveram na delegacia de Mirandópolis no dia 26 de dezembro, relatando que foram informados que uma pastelaria havia sido roubada por um indivíduo com uma camiseta do Barcelona, e que teria fugido no sentido da antiga estação da Vivo (Telefônica).

Durante patrulhamento, a equipe visualizou o suspeito nas proximidades do bosque municipal. Os policiais relataram que o suspeito tentou se esconder atrás de um veículo abandonado, porém, foi encontrado. Durante busca pessoal foi localizado no bolso de sua calça a quantia de R$ 121 e um aparelho celular. Indagado a respeito do roubo, ele negou autoria.

A vítima foi ouvida, tendo ratificado as características do homem. Em interrogatório, o criminoso alegou que teria ido a pastelaria apenas para fins de “levantamento”, e que terceiros desconhecidos cometeram o crime.


                       
1718949508