Após ataques em escolas pelo país, Mirandópolis e Lavínia tomam medidas preventivas para maior segurança aos alunos e funcionários

Após ataques em escolas pelo país, Mirandópolis e Lavínia tomam medidas preventivas para maior segurança aos alunos e funcionários

Os recentes ataques a escolas que aconteceram no sul e sudeste do Brasil estão levando as prefeituras de Mirandópolis e Lavínia a traçarem estratégias em prol de maior segurança aos alunos e funcionários. 

Na segunda-feira (10), o prefeito Ademiro Olegário dos Santos (PSL), o Mirão, gravou um vídeo nas redes sociais ao lado da diretora de Educação, Josiane Franco, para tranquilizar os pais e familiares sobre o cenário atual. Segundo o Chefe do Executivo, o trabalho da atividade delegada escolar, parceria da Polícia Militar com o departamento de Educação, já vinha sendo reforçado desde o início do ano. 

Para o jornal AGORA NA REGIÃO, Josiane afirmou que todos os dias um grupo de policiais e uma viatura ficam à disposição para realizarem rondas dentro das escolas e também nas proximidades dos ambientes escolares. “Temos câmeras nas escolas, portões com automação e estamos já algum tempo trabalhando com formações para melhorar a qualificação dos nossos funcionários em relação a segurança de todos nos ambientes escolares”, explicou a diretora do departamento. “Em escolas que ainda há necessidade de aprimorar a segurança, estamos em andamento com empresas especializadas para nos auxiliar”, completa. 

Ainda conforme a diretora da pasta, já estão em andamento ações preventivas de conscientização sobre a saúde mental nas escolas em parceria com o departamento de Saúde. “Contamos com um profissional psiquiatra e quatro estudantes internos de Medicina que estão realizando esse trabalho nas escolas municipais e na rede estadual, projeto que neste primeiro momento está sendo realizado com os alunos. Na próxima etapa, as ações estarão voltadas aos familiares. A cada dia estamos atentos e realizando análise do cenário do nosso município para que tenhamos ambientes seguros a todos os alunos, funcionários e familiares”, conta Josiane. 

Em Mirandópolis, policiais ficam à disposição para realizarem rondas dentro das escolas e nas proximidades. Foto: Vinicius Macedo.

Em Lavínia, a Administração Municipal, juntamente com os diretores das unidades escolares, decidiu na segunda-feira (10) reforçar a segurança nos portões de entrada e saída das creches e escolas municipais. “Visando o bem estar dos alunos e procurando levar mais segurança para funcionários, alunos e pais dos alunos”, informa o município por meio de nota divulgada nas redes sociais. Ainda no mesmo dia, a prefeitura informou que havia contratado segurança particular para a escola estadual Padre Césare Toppino. 

Quanto às escolas estaduais dos municípios de Mirandópolis e Lavínia, a Diretoria Regional de Ensino de Andradina, responsável por essas unidades, não informou ao jornal se existe algum plano traçado para o ensino estadual. No dia 5 de abril, houve uma reunião entre a coordenadoria e a Polícia Militar juntamente com diretores das escolas estaduais de Andradina, Castilho e Nova Independência para tratar sobre o tema. 

AMEAÇA EM REDE SOCIAL

Uma ameaça de ataque nas escolas de Lavínia levou um jovem de 18 anos para a cadeia. No último dia 6, um policial civil registrou um boletim de ocorrência de ameaça e incitação ao crime por conta de um perfil anônimo no Instagram que estaria ameaçando professores e alunos das unidades escolares do município. 

Foram anexadas junto ao boletim prints dessas ameaças que estariam sendo veiculadas no WhatsApp. Em menos de 24 horas após o registro, a Justiça acatou pedido de prisão preventiva. O jovem foi encaminhado para a cadeia pública de Pereira Barreto e ficou à disposição da Justiça. 

Em mensagem publicada no grupo de WhatsApp da Vizinhança Solidária de Mirandópolis, programa da Polícia Militar que visa conscientizar as pessoas de uma comunidade da sua importância e responsabilidade na sua segurança pessoal e coletiva, a PM informou que está direcionando todos os seus esforços às escolas e creches localizadas no município. “Estão sendo realizadas visitas constantes, com a presença ostensiva dos policiais no interior das unidades de ensino, visando garantir a integridade física dos alunos, professores, pais e demais membros que compõem a rede de ensino. A Instituição se coloca à disposição para eventuais esclarecimentos, sempre buscando evitar a propagação de fake news, as quais têm causado enorme pânico em nossa comunidade”, reforça a corporação na mensagem. 


                       
1709056456