SAP assume escolta de presos em todo Estado; decisão inclui Mirandópolis

SAP assume escolta de presos em todo Estado; decisão inclui Mirandópolis

O interior do Estado de São Paulo conta com reforço no policiamento desde a segunda-feira (17). Isso porque a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) assumirá 100% das escoltas de presos, liberando os policiais militares para as ações de patrulhamento preventivo e ostensivo em tempo integral. Até então, essa tarefa era compartilhada entre os agentes da SAP e a Polícia Militar. 

Na capital paulista, o modelo de escolta pela SAP já funciona desde 2014. Para ampliar esse serviço para todo o Estado, 1.586 agentes de escolta e vigilância foram transferidos para a 22 bases estrategicamente distribuídas pelo interior paulista. Foram investidos mais de R$ 50 milhões na aquisição de 191 novas viaturas e armamentos específicos. Dados da SAP indicam que mais de 90 mil escoltas são realizadas, em média, anualmente. 

Os 45 presídios subordinados à Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Oeste serão atendidos pelas bases de escolta localizadas nos municípios de Presidente Bernardes, Pacaembu, Assis, Mirandópolis, Riolândia e São José do Rio Preto.

Com a SAP à frente do serviço, o efetivo da PM será redirecionado para as atividades exclusivas de policiamento preventivo e ostensivo, reforçando a presença policial e a segurança da população em todas as regiões do Estado. 


                       
1709114718