Ocorrências da Semana têm cavalo de pau, estelionato e documentos perdidos

Ocorrências da Semana têm cavalo de pau, estelionato e documentos perdidos

DOCUMENTOS PERDIDOS

Uma funcionária do Hospital Estadual de Mirandópolis esteve na delegacia na segunda-feira (10) relatando que no dia 14 de março, no período da manhã, recebeu um oficio da Prefeitura de Mirandópolis dizendo que existiam duas declarações de óbitos às quais foram enviadas e não devolvidas. Porém, ela relata que não sabe se realmente recebeu tais documentos, ou se foram extraviados, pois não foram encontrados. A mulher informa que não foi feita conferência dos documentos corretamente, pois os mesmos são recebidos em blocos fechados, sendo que somente o primeiro e o último são conferidos.

INSTAGRAM HACKEADO

Uma mulher de 42 anos esteve na delegacia de Mirandópolis na segunda-feira (10) informando que no dia anterior, na parte da tarde, recebeu uma mensagem no Instagram onde sua amiga convidava para participar de um investimento. O conteúdo explicava que se ela mandasse um valor seria devolvido com juros. Acreditando ser verdade, a mulher mandou dois PIX, sendo um no valor de R$ 375,49 e outro de R$ 250. Depois que enviou percebeu que estava demorando para retornar o valor que a amiga havia comentado. A vítima então mandou uma nova mensagem para a mãe da amiga, sendo que a mesma relatou que a rede social da filha havia sido hackeada e que a filha tinha alertado sobre o ocorrido no WhatsApp. Percebendo que se tratava de um golpe resolveu fazer o boletim de ocorrência.

CAVALO DE PAU

Policiais Militares estiveram na delegacia de Mirandópolis na quinta-feira (6) informando que um homem, de 33 anos, teria realizado uma manobra perigosa, ou seja, um “cavalo de pau” com uma camionete, no cruzamento da rua Rafael Pereira com a rua Ana Luzia da Conceição. Na ocasião o veículo perdeu o controle e acabou invadindo a contramão, causando uma colisão com a motocicleta de um rapaz, de 26 anos. Em razão do acidente, a vítima foi arremessada contra um trailer estacionado, tendo sofrido lesões leves. O homem da camionete permaneceu no local, porém, pediu a um amigo que levasse o veículo dali, prejudicando o local para perícia. A vítima submeteu ao teste de etilômetro, cujo resultado apontou não estar sob influência de álcool. Já o motorista da camionete admitiu ter feito uso de bebida alcoólica, mas se recusou a realizar o teste do etilômetro.


                       
1719164660