Faesp, Senar e Sirum confeccionam 10 mil máscaras e realizam doações para combate ao covid-19

Faesp, Senar e Sirum confeccionam 10 mil máscaras e realizam doações para combate ao covid-19

Uma ação social do Sistema FAESP/SENAR-AR/SP e os Sindicatos Rurais permitiu a confecção e doação de máscaras caseiras mediante informações sobre prevenção ao contágio do novo coronavírus. O Sirum (Sindicato Rural de Mirandópolis) confeccionou 10 mil máscaras que serão todas doadas para combater o covid-19 no município.

O SENAR-SP, sob as diretrizes do seu Presidente do Conselho Administrativo, Dr. Fábio de Salles Meirelles, sempre esteve preocupado com a saúde daqueles que atuam no setor agrícola. Assim, o projeto ‘Organização Comunitária Rural Paulista contra o novo Coronavírus’ complementa as ações de saúde voltadas ao campo, através do programa Promovendo a Saúde no Campo que vem desenvolvendo seus trabalhos normais da saúde do agricultor, atrelado às ações da Organização Comunitária da área da Promoção Social.

“A ação do Sirum, mediante projeto do SENAR-AR/SP, vem no sentido de proporcionar ao público rural maior segurança, orientação e práticas sanitárias adequadas. As máscaras confeccionadas são de tecidos, pois protegem especialmente contra a transmissão que parte da pessoa que a veste, evitando que gotículas contaminadas se espalhem quando se fala, tosse ou espirra, sendo que uso estritamente individual”, explica Luiz de Freitas, presidente do Sindicato Rural de Mirandópolis.

Segundo a coordenadora do SENAR, Teresa Galvani Magro, eles confeccionaram máscaras com duas camadas de tecido para aumentar o nível de proteção. “Vamos beneficiar os produtores e trabalhadores rurais, feirantes e profissionais da saúde, assim como suas famílias. Além disso, tivemos o cuidado de higienizar todas as máscaras depois da produção e colocar em saquinhos para serem entregues com total segurança”, comenta Teresa.

A confecção das máscaras que foram doadas na Associação Hortifrutigranjeiros, CEDATA na Primeira Aliança, Assentamentos (Florestan Fernandes, Primavera, São Lucas e Esmeralda), Hospital Estadual e Unidades Básicas de Saúde do Município contou com o apoio de diversas voluntárias da Casa da Amizade e de muitas voluntárias da sociedade. A coordenação da ação ficou por conta da Edna Gomes da Silva, coordenadora do corte e costura da prefeitura municipal, que teve a permissão do prefeito Everton Sodario na colaboração do projeto.