O trabalho dos leões em prol da comunidade e os desafios pós-pandemia: conheça o Lions Clube de Mirandópolis

O trabalho dos leões em prol da comunidade e os desafios pós-pandemia: conheça o Lions Clube de Mirandópolis

O jornal AGORA NA REGIÃO iniciou uma série de entrevistas com as entidades beneficentes, filantrópicas ou ONGs que prestam diversos serviços no município de Mirandópolis. O intuito desta série é mostrar como funciona o dia a dia de cada uma delas.

O espaço nesta edição é do Lions Clube de Mirandópolis. O clube de serviço que tem como o lema “Nós servimos” tem atuado fortemente em diversos eventos voltados para causas sociais. Recentemente conseguiu angariar fundos do Lions Clube Internacional para estruturar uma nova lavanderia para o asilo da cidade.

Os leões, como são chamados, têm cada vez mais se dedicado na prestação de serviços voluntários em causas humanitárias ao lado dos integrantes do LEO Clube (crianças e jovens). A reportagem conversou com o presidente atual do clube de serviço, Nilton César da Silva.

Quais atividades são desenvolvidas?

Ajudamos bastante as entidades de nossa cidade. Por exemplo, a AMAI, a APAE, o Hospital de Amor de Barretos e o Ser Criança. No último leilão que ocorreu, o do Hospital de Amor, doamos uma média de 200 marmitas para serem vendidas e o dinheiro ser revertido ao hospital. Nosso lema é servir. Então, nós vamos arrecadando os alimentos e ajudando com nossa mão de obra. No final do ano passado, ocorreu uma gincana do LEO, em Lavínia, onde foram doadas mais de 1,5 tonelada de alimentos para o Hospital de Amor. Tudo que a gente faz é a na prestação de serviço. Nós fornecemos a nossa mão de obra com intuito de levantar dinheiro para a entidade necessitada. A arrecadação de alimentos vem por meio dos associados e a população de modo geral, além de outros que contribuem de forma anônima. Com a pandemia deu uma diminuída nas contribuições. Mas aos poucos vamos trazendo de volta esse espírito de ajuda.

E o LEO Clube funciona da mesma forma?

Temos a mesma função que é servir. Eles fazem os eventos deles, fazem mobilizações nos mercados, na rua… Recentemente fizeram uma campanha para levantar alimentos, doações de modo geral. São crianças e adolescentes que são acompanhados pelos membros do Lions.

E como é dividido o organograma do clube?

Temos a diretoria internacional, depois o comitê executivo e o presidente geral. Temos logo abaixo os governadores de Distrito e na sequência os presidentes locais. Aqui em Mirandópolis fazemos parte do Distrito LC8. Inclusive, no sábado (11), tivemos a visita da governadora Márcia Cristina Gonçalves. Recepcionamos ela na Arauê Eventos com a presença de vários membros do Lions de Mirandópolis e região.

Quais os maiores desafios?

Eu iniciei na presidência na metade do ano passado. O maior problema hoje é na diminuição das contribuições por conta da pandemia. E também estamos com o desafio de angariar novos associados. Tem todo um critério para a adesão de novo integrante. Já entraram oito nos últimos meses. E outra dificuldade é a questão financeira porque estamos tentando reestruturar o clube.

Ação do Lions e LEO em Lavínia arrecadou mais de 1,5 tonelada de alimentos para o Hospital de Amor

Como se torna membro do Lions?

Os associados observam determinada pessoa do município e verifica sua atuação em ações sociais. Se ela realmente é um Leão nato. Tiro como exemplo eu mesmo. Fui convidado por duas vezes, sendo que a primeira recusei. Na segunda oportunidade, o Tião da padaria me convidou e eu aceitei. Eu sempre participei de causas sociais. E o próprio Tião me disse que eu era um Leão nato e que faltava apenas a oficialização. Então, a gente observa determinadas pessoas, sem dizer isso, e depois passamos o nome para os membros do Lions em nossas reuniões ordinárias. Após aprovação dos membros, a pessoa se torna membro. Caso alguém vote contra a entrada, nós procuramos saber a justificativa.

Quais eventos programados para este ano?

Nós participamos praticamente de quase todos os eventos realizados na cidade. As entidades fazem o convite e nós prontificamos em ajudar. Em março, vamos fornecer o nosso espaço para a AMAI realizar uma ação de venda de cachorro quente. Na verdade, toda ação da entidade o Lions está presente porque a diretoria da AMAI faz parte do clube. A lavanderia, por exemplo, foi uma doação do Lions Clube Internacional por intermédio do Lions de Mirandópolis. O Lions Internacional repassou mais de R$ 116 mil e tivemos que fazer uma contrapartida de mais de R$ 49 mil. Foi uma ação que começou na diretoria da Tereza Canato e passou por vários diretores até chegar na minha direção. Para o Clube estamos programando em abril um arroz carreteiro. E geralmente temos os leilões que estamos sempre atuando e na metade do ano temos o tradicional Costelions.

SERVIÇO

  • Nome: Lions Clube Mirandópolis (Distrito LC8)
  • Fundação: 04/06/1964
  • Presidente atual: Nilton César da Silva
  • Membros: 37 pessoas
  • Endereço: Rua Primo Antonio Marquetti, 1132, bairro Paulicéia.

                       
1719163908