Primeira sessão da Câmara de 2023 é marcada por descontentamento sobre as perdas de verba e cidade esburacada

Primeira sessão da Câmara de 2023 é marcada por descontentamento sobre as perdas de verba e cidade esburacada

Aconteceu na quarta-feira (22) a 1ª sessão ordinária de 2023 na Câmara de Mirandópolis. Entraram em pauta 2 projetos de lei, 5 indicações e 3 moções de pesar. A sessão que foi comandada pelo novo presidente da Casa de Leis, Roberto Gonçalves, foi marcada pelo descontentamento de vários vereadores por assuntos como perda de verbas, cidade esburacada e falta de infraestrutura no bairro Sampaio II.

“Nós estamos perdendo emenda por conta do IPEM (Instituto de Previdência Municipal de Mirandópolis), e o maior prejudicado é a população, mas se tem esse dinheiro facilita para todo mundo, principalmente para o prefeito. Estou à disposição para ajudar o IPEM para que possa se capacitar para não perdemos mais emendas”, esbraveja Grampola Pantaleão na tribuna. A mesma questão foi reiterada pelos vereadores Emerson Comandante, Claudio Morena e Afonso Carlos Zuin também em tribuna.

O vereador Grampola ainda reclamou de outras questões como a escola Ebe Aurora ainda estar em reforma, o que resulta em pagamento de aluguel para os proprietários da escola ‘COC – 14 de Agosto’, e o ar-condicionado da escola Hélio Faria que não funciona. “Sobre o bairro Sampaio II perdemos um recurso de R$ 700 mil, hoje um morador (Bruno Ricardo Canela) do bairro está aqui na sessão implorando a nossa ajuda. Sem falar dos problemas de buraco no asfalto de toda a cidade. Essa reclamação não é politicagem, as ruas estão dando vergonha”, comenta Grampola.

O edil ainda completou dizendo – “Faz favor seu prefeito, não tenho nada contra o senhor, nem contra sua administração, mas Mirandópolis está ficando insustentável. Você (prefeito) não tem capacidade de fazer uma lombada na rua Anchieta e outra perto do Chupeta que já pedem há muitos anos. Está difícil, e é importante a população ficar sabendo que nos vereadores não somos atendidos pelo prefeito”, completa Grampola.

Grampola na tribuna durante a 1ª sessão ordinária de 2023 na Câmara de Mirandópolis

PROJETOS DE LEI

Um projeto apresentado pelos vereadores Roberto Gonçalves, Magali Mazieiro, Mônica Machado e Afonso Carlos Zuin, altera dispositivos da Lei nº 2760/2015, de 19 de fevereiro de 2015, que dispõe sobre a concessão de auxílio alimentação aos servidores públicos da câmara de Mirandópolis.

O novo projeto define que fica instituído, nos termos do artigo 35, da lei complementar nº 87/2014, o auxílio alimentação, no valor de R$ 459,44, aos servidores ativos da câmara de Mirandópolis, que será pago mensalmente em numerário a ser creditado em conjunto com a folha de pagamento dos servidores.

“É importante ressaltar que o reajuste do auxílio alimentação aos servidores da câmara é concedido com a utilização do mesmo índice de reajuste de 12% concedido pelo senhor prefeito aos servidores do poder executivo, passando o auxílio do atual valor de R$ 410,22, para o valor de R$ 459,44”, diz um trecho da justificativa.

O segundo projeto apresentado na sessão, que foi de autoria do prefeito Ademiro Olegário, o Mirão, abre no orçamento vigente crédito adicional especial de R$ 40 mil, que tem por finalidade a aquisição do imóvel onde atualmente encontra-se a estação elevatória de esgoto – Ribeirão Claro, a fim de atender requisito exigido pela FUNASA na concessão de recursos necessários para a sua ampliação.

INDICAÇÕES

A vereadora Mônica Machado oficializou ao prefeito, que verifique a possibilidade de instalar playground com balanços, escorregadores, gangorras e outros brinquedos para crianças na praça do bairro Jardim Sampaio, Jardim Aeroporto e na praça “500 anos”

“As indicações têm objetivo de proporcionar momentos de diversão para as crianças, qualidade de vida para as famílias através de momentos especiais com seus filhos. O significado de brincar vai além de se divertir, pois capacita a criança a resolver problemas, tomar decisões, explorar, negociar e expressar-se em situações que são relevantes e significativas para elas. Outro objetivo importante é de tornar a cidade mais atrativa com atividades que proporcionam relacionamentos e fortalecimentos de vínculos familiares”, explica a vereadora em sua justificativa.

Já Roberto Gonçalves indicou ao prefeito a instalação de um redutor de velocidade, na rua Marcelino Vieira de Faria, entre os números 425 e 437 (esquina da APAE), assim como uma outra lombada na rua Rafael Pereira, entre os números 2331 e 2332.

MOÇÕES DE PESAR

O vereador Afonso fez duas moções de pesar, sendo uma pelo falecimento de Edelmar Galana, ocorrido no dia 31 de dezembro de 2022, e outra pela morte da Kiyoko Ijichi, no dia 2 de fevereiro. O vereador Roberto colocou em pauta uma moção de pesar pelo falecimento de Valdemar Marciano, ocorrido no dia 4 de fevereiro.


                       
1709053252