‘Trabalhar com churrasco foi um acaso, mas hoje tenho a Senhor BBQ que me proporciona coisas incríveis’, diz João Paulo Terçariol

‘Trabalhar com churrasco foi um acaso, mas hoje tenho a Senhor BBQ que me proporciona coisas incríveis’, diz João Paulo Terçariol

Conversamos com João Paulo Terçariol, que nasceu em 1989 em Mirandópolis. Filho de Devair (In Memorian) e Sônia, João Paulo encontrou no churrasco sua paixão e trabalho. Além de fazer churrascada para cantores famosos como Mato Grosso e Mathias e Gian e Giovani, o mirandopolense fez recentemente o evento do Fernando e Sorocaba com mais de 3 mil pessoas. Confira na sequência a entrevista completa.

Onde nasceu e cresceu?

Sou mirandopolense com muito orgulho, tive uma infância boa onde brincava na rua. Apesar de ser novo, naquela época ainda tínhamos um pouco mais de segurança por ser uma cidade pequena. Aos 11 anos descobrimos que meu pai (Devair) estava com câncer, quando eu tinha 13 anos me despedi de uma pessoa incrível. Esse episódio sem dúvida foi um acordar pra vida, já que aquela base de segurança familiar havia se desfeito. Mas Deus capacitou minha mãe (Sônia) para que pudesse me criar, nunca faltou nada! Preciso lembrar que tive boa parte da minha adolescência o meu irmão (Devinha) e o meu avô materno (Lindolpho) como referência paterna. Sai de Mirandópolis em 2007, para fazer faculdade de Administração de Empresas, na Unip. Desde que mudei moro em Araçatuba, há 16 anos.

Taísa, João Paulo e Sônia

Qual a sua ligação com churrasco?

A minha paixão por churrasco nasceu por ver meus pais, tios e primos se reunindo e celebrando aquele momento com muito churrasco. Era algo frequente, sempre tinha churrasco na minha família, podemos dizer que todo final de semana (risos). Mas eu nunca fui o churrasqueiro oficial, por ser o mais novo eu sempre degustei e nunca preparei.

Quando decidiu empreender?

Por volta de 2018 comecei a postar fotos das carnes que eu iria preparar em casa no churrasco, isso começou a ficar frequente. Um certo dia me perguntaram se eu poderia fazer algo em um aniversário. Foi então que fui fazer e preparei um cenário bonito para que as pessoas pudessem tirar fotos. Sem duvida foi a partir daí que vi que um churrasco de qualidade, com um cenário bonito, colorido com legumes pendurados, carnes, entre outras coisas, conquistavam as pessoas primeiro com os olhos e depois eu convencia pelo paladar. Desse evento surgiu um segundo e na sequência fiz um cenário maravilhoso. Além das carnes e legumes, enchi uma camionete Dodge Ram com cerveja Heineken. Naquela ocasião fiz um vídeo de todo esse cenário e postei no Instagram. Foi então que esse vídeo viralizou, muitos perfis compartilharam, fazendo eu ganhar mais de 8 mil seguidores de uma única vez. Foi nesse momento que percebi que meu hobby estava se tornando um trabalho. Criei a marca Senhor BBQ, registrei, e transformei em negócio. Desse dia para cá entrei com todas as forças no mundo do churrasco.

Devinha e João Paulo

Qual a sua rotina de trabalho?

Graças a Deus tenho eventos com churrasco todo fim de semana. Faço em média de cinco a oito eventos por mês. Já fiz ate mais eventos no inicio, pois era um mercado ainda em crescimento, hoje temos muitos profissionais que também fazem eventos com churrasco, então acabou diminuindo. Mas isso no mundo dos negócios é normal, no churrasco não seria diferente.

Quais as maiores festas que trabalhou?

Durante a pandemia tive o privilégio de trabalhar em lives de cantores conhecidos, como Mato Grosso e Mathias, Gian e Giovani, Bruninho e Davi, Diego e Arnaldo, entre outros. Recentemente fiz o evento do Fernando e Sorocaba, a turnê do Isso é churrasco On Fire, em Araçatuba. Já fiz churrasco onde estava o ex-piloto Felipe Massa e o político Eduardo Bolsonaro. Estive em cidades maravilhosos que jamais imaginei ir, tudo isso proporcionado através do churrasco 

Tem apoio da família?

Só foi possível porque tenho uma esposa (Taísa) maravilhosa que me apoia e acredita no meu potencial. Esposa essa que me deu os melhores presentes que a vida pode me proporcionar, que são meus filhos Arthur (7 anos) e Heitor (2 anos) que são as minhas fontes de energia e alegria. 

Quais as lembranças de Mirandópolis?

Falar de Mirandópolis e não me emocionar, seria ignorância da minha parte. Afinal, levo comigo até hoje as amizades de infância. Me emociono ao lembrar dos momentos maravilhosos que passei ao lado dos meus avós (Lindolpho e Aracy) que já faleceram. Enfim, sempre que estou em Mirandópolis me sinto em casa e com aquele sentimento que só nos que crescemos aqui vamos ter.


                       
1718940339