Academia Inside Muay Thai Mirandópolis recebe a visita do tailandês Kru Nuch

Academia Inside Muay Thai Mirandópolis recebe a visita do tailandês Kru Nuch

Os praticantes de muay thai da academia Inside Mirandópolis participaram de um seminário internacional da arte marcial. As aulas especiais realizadas durante os dias 1, 2 e 3 de maio contaram com a participação do mestre tailandês Kru Nuch. O muay thai, também conhecido como boxe tailandês, tem sua origem na Tailândia a mais de 2.000 anos.

Kru Nuch possui mais de 30 anos de experiência dentro do muay thai. Nativo da ilha de Koh Samui no sul da Tailândia, foi lá que aprendeu a lutar desde pequeno. “Comecei a lutar aos 12 anos porque acompanhava familiares e amigos lutando. Tenho mais de 150 lutas como profissional, sendo que o meu maior título foi de campeão do sul da Thai no ano de 1994, na província de Surat Thani”, lembra o treinador de 49 anos que ficou três dias em Mirandópolis participando de atividades na academia Inside.

Como treinador já passou pelos campos Superpro Samui, WMC Lamai, Chaotalethong, Pitakuchaideng, Kiatponthip, Romsrithong do mestre Pairojnoi, Power Play (Austrália) e Epic MMA (Hong Kong).

Kru Nuch durante seminário em Mirandópolis. Foto: Eduardo Mustafa

Segundo Thiago Meneguini, proprietário e professor da academia Inside Mirandópolis, a visita de um professor tailandês enriquece os conhecimentos de todos. “Está sendo muito importante essa visita porque todos acabam vivenciando novas experiências. O Kru Nuch vem do berço do muay thai, com isso ele consegue passar vivências que não encontramos facilmente no Brasil˜, explica Meneguini. 

O mirandopolense ressalta que o muay thai tem crescido na cidade, somente na Academia Inside já são mais de 60 pessoas entre homem, mulher e crianças (a partir de sete anos) praticando. “Graças a Deus estamos com um público muito bom, inclusive crianças. São muitos benefícios, inclusive na formação do corpo, coordenação motora. Vai além da amizade, respeito pelo próximo. Trabalhamos muita disciplina”, revela o treinador, que tem sua academia localizada na avenida Dr. Raul da Cunha  Bueno, nº 1212.

MENEGUINI NAS LUTAS

O treinador de muay thai em Mirandópolis, estreou como lutador profissional de MMA na Fight Pro Championship, em Presidente Prudente, em março de 2023. A competição é considerada uma das mais importantes na categoria para a região e abriu portas para o mirandopolense no meio profissional de MMA.

“Foi importante eu participar para ficar no histórico de lutador a passagem pelo evento, seja ganhando ou perdendo. Isso te dá visibilidade e reconhecimento no meio esportivo, inclusive com retorno financeiro através de bolsas”, finaliza Meneguini.

MUAY THAI NA TAILÂNDIA

Considerada um símbolo nacional, o muay thai é a arte marcial mais praticada em toda a Tailândia. Seu nome em português significa boxe tailandês. Assim como toda arte marcial, visa unir corpo e mente com disciplina, concentração e autoconfiança.

Existem muitas teorias sobre a criação da técnica. Uma delas é de que o muay thai começou a surgir quando o povo chinês migrou no século XII até então para o que hoje é a Tailândia, e, preocupados com defender o novo território, após inúmeros ataques de bandidos, passaram a praticar uma variação do Wushu, arte marcial chinesa.

Nos treinamentos para a guerra, com a utilização de armas, os homens ficavam feridos. É por este motivo que começaram a usar as técnicas somente com o corpo e mente e deixaram de lado as armas. Após o desenvolvimento das técnicas, os lutadores perceberam que o corpo era mais forte e certeiro do que qualquer arma e as aboliram.

A técnica foi se aprimorando até se tornar o muay thai conhecido hoje. Socos, chutes, golpes com joelhos, cotovelos e com a canela são os mais usados pelos seus praticantes. Todos os golpes tem como objetivo nocautear o adversário.

Muitas tradições foram mantidas, como uma banda tocando instrumentos ancestrais de acordo com o ritmo do combate, por exemplo. O nome da música tocada é sarama. São três os tipos de instrumentos que a compõem: tambor, címbalo e flauta.  Ancestralidade e tradição na Tailândia são levadas a sério. Comumente você vai ver os lutadores tailandeses com uma faixa na cabeça, chamada mongkon. Ela é colocada como símbolo de proteção apenas para dançar o Wai Kru e retirada antes do início da luta. Já o praciate, que é um laço trançado no braço do lutador, permanece também para protegê-lo durante o confronto.


                       
1709016509