‘Tive uma vida dedicada ao trabalho e a Família, só em Mirandópolis foram mais de 25 anos de comércio’, lembra Mitsugu Kitayama

‘Tive uma vida dedicada ao trabalho e a Família, só em Mirandópolis foram mais de 25 anos de comércio’, lembra Mitsugu Kitayama

Conversamos com Mitsugu Kitayama, que nasceu em 1948 na comunidade Yuba em Guaracaí. Morou na Aliança e em Andradina, antes de chegar em Mirandópolis na década de 1970. Trabalhou por muitos anos na Cooperativa Cotia, depois montou a loja Ciapec junto com outros sócios, onde ficou trabalhando por mais de 25 anos. Com apoio da esposa, dos três filhos e seis netos, Mitsugu superou recentemente um problema de saúde. Confira na sequência a entrevista completa.

Onde nasceu e cresceu?

Nasci em 1948, na comunidade Yuba, mas em Guaracaí no bairro Formosa. Meu pai cuidava de uma serralheria, e naquela época lá tinha a maior granja da América do Sul. Depois mudamos para Andradina porque meu pai foi cuidar de uma roça de café, na fazenda Progresso. Lembro que ainda moramos um tempo na Aliança, mas voltamos para Andradina. Éramos em 9 filhos, agora só tem dois vivos. 

Quando começou a trabalhar?

Lembro que com oito anos já ia para a roça com meu pai. Infelizmente só estudei o primário, pois naquela época trabalhar era prioridade na família, ainda mais que éramos em vários filhos, precisava ajudar meus pais. Depois na adolescência comecei a trabalhar com a família em Andradina, fazíamos feira em Três Lagoas, Castilho e Ilha Solteira. Nos anos 1970 resolvi parar de trabalhar com a feira e vim para Mirandópolis, surgiu uma oportunidade em uma Cooperativa da Aliança, como motorista. Depois a Noda e Companhia de Adamantina, que mexia com implementos agrícolas, me chamou para trabalhar com eles. Fiquei um bom tempo, até que em 1976 a firma fechou e eu estava com o casamento marcado. Foi quando comecei a trabalhar na Cooperativa Cotia, na parte de assistência técnica. Fiquei 16 anos na empresa, fui trabalhar na Bahia, Paraná, Santa Catarina, Rio de Janeiro, entre outros estados.

E como surgiu a Ciapec?

Saí da Cooperativa Cotia porque a empresa fechou, com isso éramos em seis amigos sem trabalho na verdade. Dai conversando entre a gente resolvemos montar um negócio, que foi a Ciapec. Tudo começou em 1994 ou 1995, não lembro bem agora. Aos poucos fomos crescendo, mas dai dois sócios resolveram sair. Ficamos em quatro sócios por muito tempo. Infelizmente em 2018 perdi um grande amigo, que foi o Takeshi Ueno, com quem trabalhei mais de 40 anos. Em 2021 eu tive alguns problemas pessoais, assim como estava na pandemia, resolvi sair de vez do negócio.

Passou por um problema de saúde?

Fazendo um exame de rotina apareceu um problema na próstata. Fiz 38 sessões de radioterapia, mas graças a Deus depois disso os exames mostraram que zerou o problema. No final dessas 38 sessões bati o sino, que significa que terminou o tratamento. Ali foi uma oportunidade de agradecer a minha família e os amigos que rezaram por mim, foi bem emocionante aquele momento. Agora estou tomando uma injeção como parte do tratamento, o que não é fácil, mas faz parte.

Mitsugu com a esposa Kozue e os filhos. Foto: Arquivo Pessoal.

Quantos filhos e netos?

Conheci a minha esposa (Kozue) na Aliança, ela foi nascida e criada na Terceira Aliança. Temos três filhos e seis netos.

E a parte social?

Comecei a fazer parte do Nipo quando casei, isso foi na década de 1970. Sempre gostei de colaborar com o próximo, então estar junto com o pessoal era uma forma de colaborar com a instituição. Participo também dos Terços dos Homens da igreja, a minha esposa ficou me chamando por muito tempo, até que um dia resolvi ir e gostei bastante, me faz muito bem estar com o pessoal no terço.

Sempre gostou de esporte?

De jovem eu praticava o beisebol, sempre fiz parte do time. Não era muito bom (risos), preciso confessar, mas gostava de jogar e participar do time. Depois acompanhei meu filho Diego para várias viagens, ele também gostava de jogar beisebol. E depois de velho, podemos dizer, comecei a jogar malha. Participei de vários campeonatos em Mirandópolis, assim como em Três Lagoas, Castilho, Guaracaí, Araçatuba, entre outras cidades da região.


                       
1721532699