‘A comida japonesa surgiu por um acaso, hoje estamos bem felizes com o negócio que montamos’, revela Hugo Tokio Marques

‘A comida japonesa surgiu por um acaso, hoje estamos bem felizes com o negócio que montamos’, revela Hugo Tokio Marques

Foto: Jonatas Tersariol

Conversamos com Hugo Tokio Marques, que nasceu em 1988 em Guaraçaí. Aos 16 anos foi para o Japão, ficou seis anos até que retornou para morar em Lavínia com seus pais. Trabalhou em um lava jato e na penitenciaria, assim como na confeitaria da namorada Karoline Kaori Minami, com quem iniciou um namoro em 2011. O restaurante de comida japonesa começou por um acaso, em 2022, e estão firmes com o negócio que acaba de completar um ano. Confira na sequência a entrevista completa.

Como foi sua infância?

Nasci em 1988, em Guaraçaí. Cresci com meus pais e uma irmã (Patrícia). Com 16 anos fui para o Japão porque meus pais já estavam lá. Trabalhei em uma fábrica de doces, era puxado, 18 horas por dia praticamente. Fiquei até os 22 anos, quando retornei vim morar em Lavínia porque meus pais tinham um sitio na Água Fria.

O que fez após voltar ao Brasil?

Cheguei em 2009, foi quando adquiri um lava jato, mas acabou não dando muito certo. Fiquei ali por dois anos e fui embora para Goiás, lá fiquei trabalhando em 2011 como encarregado de manutenção.

Quando começou a namorar?

Comecei a namora a Kaori (Karoline Kaori Minami) em 2011. Ela fez faculdade em Presidente Prudente de engenharia civil. Terminou em 2015, quando ela retornou para Lavínia começou a fazer bolo. Ela sempre gostou muito de cozinhar, literalmente colocar a mão na massa (risos).

Kaori e Hugo. Foto: Jonatas Tersariol

Quando você veio morar em Lavínia?

Depois que trabalhei em Goiás eu prestei concurso na penitenciária. Passei e fui morar em São Paulo. Fiquei vários anos até que fui transferido para Lavínia, em outubro 2019. Em março de 2020 veio a pandemia, e com isso fiquei ajudando ela na cozinha fazendo os bolos. Era uma demanda muito grande, nesta época ela fazia mais de 300 pedidos por fim de semana, começávamos a produzir na quarta e íamos até o domingo.

E como surgiu o restaurante japonês?

Como estava tudo fechado na pandemia, teve um dia que reunimos alguns amigos e pedimos comida japonesa. A questão principal é que não foi barato, pois é um tipo de comida mais cara. Na semana seguinte queríamos reunir a turma novamente, foi quando eu dei a ideia de comprar os ingredientes e a gente fazer. Nessa parte posso dizer que sou bem auto ditada, vejo e aprendo. Com isso fui assistindo uns vídeos na internet, e minha mãe já tinha feito curso de sushi no Japão e passou para mim a receita do arroz, e eu consegui achar o ponto. Mas antes disso eu não tinha enrolado um sushi na vida (risos). Fizemos um jantar com os amigos na casa da Amanda, e a nossa amiga Ingrid, de Mirandópolis, tirou uma foto e postou por brincadeira com a legenda: aceita encomendas. Foi então que o pessoal começou a perguntar e a Flavia Coelhar, entrou em contato com essa minha amiga querendo fazer uma encomenda para comemorar um aniversário. Com isso aceitei o desafio e fizemos essa entrega, acredito que ali foi o início de tudo.

Inicialmente era apenas por entrega?

Isso, neste inicio em 2020 trabalhávamos apenas com delivery. Fomos tocando, fazia os sushis no dia da minha folga, quarta e sexta, e na outra semana de quinta e sábado, assim abríamos os pedidos na segunda e avisamos o dia que íamos soltar os sushis. E foi começando a crescer, até que chegou num ponto onde a cozinha que trabalhávamos ficou pequena. Com isso construímos uma cozinha maior, já com o dinheiro do sushi. Contratei a minha primeira funcionária, que já trabalhava com a Kaori no bolo, e está comigo até hoje.

Sushi Japa está localizado na Av. Lavínia, nº 191, em Lavínia. Foto: Divulgação

E quando decidiram empreender com o restaurante?

Em novembro de 2021 fizemos o primeiro rodizio de comida japonesa, na época alugamos um espaço para atender 70 pessoas. Em dezembro fizemos outro jantar, só que para 150 pessoas. Em janeiro nos casamos e eu exonerei do Estado. Como eu perdi meu pai na pandemia, minha vida bagunçou e eu decidi com a minha esposa ir para o Japão para ganhar um dinheiro para abrir um restaurante em outra cidade, pois na minha cabeça Lavínia não comportava um restaurante de comida japonesa como imaginava. Em janeiro demos entrada na documentação, mas estava demorando muito para sair, foi quando iniciamos uma parceria com o Dr. Thiago Barroca e sua esposa, onde podemos dizer que alugamos um espaço que eles tinham para a gente fazer o rodizio. Quando iniciamos que eu percebi que Lavínia tinha potencial para um restaurante, pois toda semana lotava mais de 70 reservas. Em abril 2022 surgiu a oportunidade de montar o restaurante onde estamos hoje. Fizemos uma grande reforma, até que no dia 5 de agosto de 2022 inauguramos o restaurante. O engraçado é que nesse mesmo dia a empresa dos documentos me ligou dizendo que estava tudo pronto e poderíamos ir para o Japão (risos). Deu tudo certo graças a Deus, completamos um ano e estamos bem felizes com o que está acontecendo em nossas vidas.

Serviço

  • Local: Sushi Japa
  • Endereço: Av. Lavínia, nº 191, em Lavínia
  • Dia e Horário: atende de segunda a sábado (às sextas apenas rodízio) das 17h às 22h45

                       
1709112544