‘A música sempre fez parte da minha vida e me proporcionou coisas imagináveis’, conta Rodrigo Saffra

‘A música sempre fez parte da minha vida e me proporcionou coisas imagináveis’, conta Rodrigo Saffra

Foto: Divulgação

Conversamos com Rodrigo Saffra, que nasceu em 1979 na cidade de Manaus. Sua infância e juventude foi toda em Mirandópolis, onde na companhia do tio Neno foi incentivado a tocar teclado com apenas cinco anos. Autodidata em música, Rodrigo tocou em bandas da cidade, além de cantar solo em bares e restaurantes. Em 2015, começou a namorar sua atual esposa, Taissa, com quem tem dois filhos (Raul e Cecília). Confira na sequência a entrevista completa.

Onde nasceu e cresceu?

Nasci em Manaus, sou o famoso Manaura, mas só nasci mesmo, pois minha infância foi em Mirandópolis. Quem me criou foi a minha avó, já que só fui ter contato mais próximo com a minha mãe na juventude.

Quando a música entrou na sua vida?

Foi por causa do meu tio Neno que era músico e tocava em festivais na cidade e região. Infelizmente ele morreu novo, aos 44 anos. Lembro que eu tinha 5 anos e ele ficava me ensinando a tocar algumas músicas em um teclado. A primeira foi Menino da Porteira, depois fui aprendendo outras e gostando da brincadeira.

Qual foi sua primeira experiência profissional na música?

Na adolescência, com 16 anos, fui pra São Paulo ficar com a minha mãe. Lá comecei a tocar teclado em um grupo de pagode, foi a primeira vez que ganhei um cache. Se não estiver enganado ganhei R$ 20, comprei um CD do Zeze di Camargo e Luciano (risos). Fiquei um ano tocando com eles, em 1998 voltei para morar em Mirandópolis.

Aqui você tocou em algumas bandas?

Isso, quando voltei conheci um pessoal e montamos a Banda ACP, onde tocamos por alguns anos. Depois montamos a Mr. Jack, uma banda para tocar em bailes, que por sinal tivemos a oportunidades de tocar em várias cidades da região, com ajuda do Marcos Iarossi que fazia essa parte de empresário. Nesse período descobrimos que existia uma banda no Paraná com esse mesmo nome, daí eles tinham registro e pediram pra gente trocar de nome. Com isso viramos Bando Jack! Nesse mesmo período tinha um projeto paralelo com a Banda Tia Anésia, onde tocávamos mais pop rock. Com o passar dos anos comecei a tocar em barzinhos, sozinho, pois era uma forma de fazer um dinheiro extra. Com isso a gente vai ganhando experiência na noite e conseguindo abrir portas em bares e restaurantes.

Rodrigo com os filhos e a esposa. Foto: Arquivo Pessoal

Quando mudou para São Paulo?

Mudei em 2011 porque fui aprovado como ASP (Agente de Segurança Penitenciária). Chegando fui atrás de oportunidades na música. Pegava a minha moto e andava de bar em bar na Vila Madalena, na cara e coragem, pedindo uma oportunidade para apresentar meu trabalho. Os bares mais tradicionais já tinham seus músicos, então era mais difícil, com isso consegui um espaço em um bar que estava abrindo, se chamava Boteco Vianna. Depois fui tocar em um bar na Vila Leopoldina, o Boteco Mandiga. Lá foi um diferencial porque o pessoal que frequentava me chamou para tocar em uma festa particular.

E como surgiu a oportunidade de se apresentar no Ratinho?

Um amigo que já tinha trabalhado em televisão, me passou o contato de uma produtora e falou para eu mandar alguns vídeos cantando e tocando. Mandei vários, daí ela me convidou para ir se apresentar no Programa do Ratinho, no SBT. Foi o dia que fiquei mais nervoso cantando, pois é uma exposição nacional e era transmitido tudo ao vivo. A TV aberta é um tiro de canhão, recebi muitas mensagens, pessoas que há muito tempo não falava e que me mandou mensagem.

Quando você retornou para Mirandópolis?

Consegui transferência em 2022, buscava isso para ter qualidade de vida. Fiquei preocupado em perder as oportunidades que a música me proporcionava em São Paulo, fora que teria que buscar meu espaço novamente em Mirandópolis. Mas tive uma boa surpresa ao retornar, pois toco aqui em Mirandópolis em festas e bares, e as oportunidades em São Paulo continuam aparecendo. Como eu trabalho de segunda a sexta como ASP, consigo me programar e continuar trabalhando com música no fim de semana.


                       
1712959127