Preparação

Preparação

Foto: PAAMSJ

O ano passou voando e estamos já em dezembro. Neste fim de semana iniciamos mais uma vez o Advento, em preparação para o maravilhoso tempo do Natal, e a liturgia inaugura esse período com um texto tocante, tirado dos capítulos 63 e 64 do Livro do Profeta Isaías – versos 16b,17 e 19b do capítulo 63 e versos 2b ao 7 do capítulo 64.

É um trecho extremamente realista, que desvela a condição humana e o amor imenso de Deus por nós: “Senhor, tu és nosso Pai, nosso redentor; eterno é o teu nome. Como nos deixaste andar longe de teus caminhos e endureceste nossos corações para não termos o teu temor? Por amor de teus servos, das tribos de tua herança, volta atrás. Ah! Se rompesses os céus e descesses! As montanhas se desmanchariam diante de ti” (cap. 63, 16b-19b). Há um rasgo poético maravilho, como que trazendo cores ao texto: azul do céu, lembrando a bondade divina; vermelho, lembrando seu Sangue redentor; roxo, a penitência necessária para reparar os pecados cometidos; e verde da abertura das portas da eternidade à humanidade redimida.

A maior parte da humanidade que nasceu no pós-guerra ainda não passou por turbulências como as atuais, e nem está preparada para o que pode vir pela frente. Cabe a nós, que temos fé, mantermos a posição, em oração, penitências e boas obras; como membros de um povo sacerdotal, cada um deve lutar pela própria retidão de vida e também interceder, anunciar e sofrer as agruras do tempo e da condição humana para a salvação de mais gente! Não nos enganemos achando que agrada a Deus trabalhar somente pela própria santidade, pois Ele ama e quer a conversão da humanidade.

Diz a Deus o Profeta: “Todos nós nos tornamos imundície. […] Assim mesmo, Senhor, tu és nosso pai” (cap. 64, vv. 5a.7a). Façamos como Isaías: confiemos no Pai das misericórdias e vivamos em profundidade esse tempo oportuno, clamando a Ele que derrame uma dose redobrada de sua graça e compaixão!

Um santo Advento para todos nós!


                       
1712957715