Escola 14 de Agosto – COC Mirandópolis simula a cúpula do G20 com o tema de conectividade e segurança da informação

Escola 14 de Agosto – COC Mirandópolis simula a cúpula do G20 com o tema de conectividade e segurança da informação

Fotos: Allan Mendonça

A escola 14 de Agosto – COC Mirandópolis promoveu, na quarta-feira (5), na Quadra Poliesportiva da instituição, um fórum de discussão estudantil. A simulação da Cúpula do G20, com o tema Conectividade e Segurança da Informação, foi apresentada pelos alunos do 9º ano do ensino fundamental e do 1º, 2º e 3º colegial, que dedicaram aproximadamente um mês à pesquisa e preparação para apresentar aos alunos, professores e convidados presentes.

Os países que compõem o G20, representados na simulação, são: União Europeia, África do Sul, Alemanha, Arábia Saudita, Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, China, Coreia do Sul, Estados Unidos, França, Índia, Indonésia, Itália, Japão, México, Reino Unido, Rússia e Turquia.

O fórum foi organizado pela diretora Ellen Verenose e pelos professores Felipe Nascimento (Matemática), Lucinha – Mária Lúcia Magri Zuim (Gramática e Literatura), Graziela Helena Soares Souza (História, Sociologia e Filosofia) e Elaine Ribeiro Oda (Geografia), com o intuito de promover a interação entre os jovens, suas famílias e a sociedade, preparando os estudantes para o futuro e estimulando a autonomia.

Os alunos formaram equipes e os países foram sorteados para cada grupo. Durante o evento, as delegações representando cada país foram convidadas a ocupar seus lugares, entoando o hino nacional e um mix dos hinos pátrios.

A diretora destacou a importância do evento como uma forma de demonstrar aos pais e demais presentes o trabalho realizado pela escola, enfatizando que o tema escolhido reflete o futuro da juventude. Ao longo da manhã, as delegações apresentaram suas pesquisas, organizaram slides em grupo e compartilharam com os presentes os resultados de seus trabalhos, o que representou um desafio para muitos alunos que precisaram se expressar em público.

“Esse trabalho é muito importante porque estamos preparando o aluno não só para entrar no vestibular, mais para ser um aluno de excelência de uma universidade de peso. Aqui foi o palco para eles treinarem e se prepararem para o futuro. A dificuldade foi grande devido a interação pessoal, o olho no olho e o trabalho em equipe exigindo de mais de cada um. Mas foi gratificante e estou absolutamente muito feliz por eles”, contou Ellen Verenose.

A professora Lucinha parabenizou os alunos pela dedicação e desenvoltura durante o evento. “Hoje realizamos um grande evento em nossa escola, e todos superaram as expectativas. Foi um trabalho excelente e nos próximos eventos, buscaremos nos aprimorar ainda mais”, declarou a professora.

Vagner Yudi Rodrigues de Oliveira, aluno representante da delegação da África do Sul, compartilhou sua experiência: “Sempre considerei a pesquisa e a busca por conhecimento uma tarefa imprescindível. Neste trabalho, descobrimos a imensa diversidade da cultura da África do Sul, que conta com 11 idiomas oficiais. No entanto, também nos deparamos com a desigualdade presente no mundo, especialmente no continente africano, criando a sensação de estarmos em uma realidade distinta”, ressaltou Vagner.

Nicolle Fujikawa Silveira, representante da delegação da Austrália, descreveu a experiência como divertida e enriquecedora, destacando o aprendizado sobre seu país e a oportunidade de aprimorar habilidades de comunicação e trabalho em equipe. Os resultados positivos alcançados foram motivo de satisfação para todos.

Maria Eduarda Fernandes, que representou o Brasil juntamente com seus colegas, compartilhou que o desafio de trabalhar em grupo para organizar ideias e elaborar textos foi superado com sucesso. A responsabilidade de apresentar informações precisas sobre o país diante dos colegas e demais presentes foi significativa, resultando em uma experiência incrível e gratificante para todos os envolvidos.

Já Marcus Mendes, pai da estudante Lívia Silva Mendes, expressou seu orgulho pela dedicação e desempenho de sua filha durante a apresentação no fórum estudantil inspirado na Cúpula do G20. Ele testemunhou o empenho e compromisso de Lívia ao pesquisar e estudar o tema que seria abordado, e ficou emocionado ao vê-la apresentar diante de colegas, professores e pais. A superação do nervosismo durante a exposição demonstrou a entrega e preparação dos alunos, algo que refletiu no sucesso geral do evento.

O encerramento do evento foi marcado pela entrega simbólica de presentes entre Brasil e África do Sul, em celebração à próxima sede do evento em 2025. Essa troca simbólica fortaleceu os laços de camaradagem e cooperação entre os países representados no fórum escolar.

Os participantes puderam desfrutar de um coquetel após as apresentações, promovendo oportunidades para debates e trocas enriquecedoras entre alunos, pais e demais presentes. O ambiente descontraído favoreceu a continuidade das conversas e reflexões sobre os temas abordados no evento.


                       
1719198285